Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/929
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHaupt, Carine-
dc.contributor.authorOliveira, Osiel Costa-
dc.date.accessioned2018-05-08T12:43:34Z-
dc.date.available2018-05-08T12:43:34Z-
dc.date.issued2017-08-04-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Osiel Costa. O ensino de ortografia nas aulas de inglês no ensino médio: concepção e prática docente.2017. 99f. Dissertação (Mestrado em Letras: ensino de Língua e Literatura) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Letras: ensino de Língua e Literatura, Araguaína, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11612/929-
dc.description.abstractThe teaching-learning process of English as a foreign language has been subject of studies for years. The English language presents a complex spelling system due to its composition process. In English spelling teaching, it is important to master the norms as well as use didactic activities based on interdisciplinarity, complexity and explicit instruction. Thus, this work aims to examine the conceptions and teaching practices concerning spelling instructions in English classes. We assume orthography is a specific subject which can be taught in a systematic and reflexive manner, rather than limited to memorization, since studies suggest reflexive learning (AKAMATSU, 2002; MORAIS, 2003; SILVA; MORAIS; GUIMARÃES; ROAZZI, 2005; STIRLING, 2011). We followed the qualitative research parameters, which provides contextualized data analysis. We based our analysis on interdisciplinarity, complexity, explicit instruction and literacy studies. The data were collected through questionnaire and classes observation. The English teachers from the third grade of High School at Federal Institute of Maranhao, Imperatriz Campus participated in this study. We conclude that these teachers know the English written system, however, the way this subject is being taught is limited, in most situations, to a mere display of the correct form of the words, practice which does not foster a reflexive learning. On the other hand, teaching practices subsidized by interdisciplinarity, complexity and explicit instruction contribute to a conscious and independent learning. Therefore, we, English teacher, should use this knowledge in English spelling teaching because it enables effective learning of the subject, as well as literacy promotion in this language.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectLíngua Inglesapt_BR
dc.subjectOrtografiapt_BR
dc.subjectEnsino-aprendizagempt_BR
dc.subjectEnglishpt_BR
dc.subjectSpellingpt_BR
dc.subjectTeaching-learningpt_BR
dc.titleO ensino de ortografia nas aulas de inglês no ensino médio: concepção e prática docentept_BR
dc.description.resumoO processo de ensino-aprendizagem da língua inglesa (LI) como uma língua estrangeira tem sido alvo de estudos há muito tempo. Essa língua apresenta um sistema ortográfico complexo devido ao seu processo de composição. No ensino de ortografia da LI, é importante o domínio desse conteúdo, bem como a sua sistematização através da interdisciplinaridade, complexidade e instrução explícita. A partir disso, esta dissertação objetiva examinar as concepções e práticas docentes referentes ao ensino de ortografia nas aulas de inglês. Partindo do pressuposto de que ortografia é um conteúdo específico que pode ser trabalhado de forma sistemática e reflexiva, não se resumindo apenas a um processo de memorização, uma vez que, estudiosos da área sugerem uma aprendizagem de forma reflexiva (AKAMATSU, 2002; MORAIS, 2003; SILVA; MORAIS; GUIMARÃES; ROAZZI, 2005; STIRLING, 2011). Seguimos os parâmetros da pesquisa qualitativa, a qual proporciona uma análise de dados contextualizada. Pautamos nossas análises nos estudos da interdisciplinaridade, complexidade, instrução explícita e letramento. Os dados foram coletados por meio de questionário e observações de aulas. Para esta experiência, tomamos como base os professores que ministram aulas de inglês nas turmas do 3º ano do Ensino Médio do Instituto Federal do Maranhão, Campus Imperatriz. Concluímos que esses docentes têm conhecimento das normas ortográficas em LI. No entanto, a forma como esse conteúdo é trabalhado nas aulas de inglês se resume, na maioria das situações, a uma mera exposição da forma correta das palavras, prática que não propicia uma aprendizagem reflexiva. Por outro lado, práticas pedagógicas subsidiadas pela a interdisciplinaridade, a complexidade e a instrução explícita contribuem para um aprendizado consciente e autônomo. Assim, nós, professores de inglês, devemos fazer uso desses conhecimentos no ensino de ortografia da LI em sala de aula porque essa conduta oportuniza uma aprendizagem efetiva do conteúdo, bem como contribui para o letramento nessa língua.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Letras: Ensino de Língua e Literatura - PPGL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Osiel Costa Oliveira - Dissertação.pdf1.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.