Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11612/3899
Autor(a): Ferreira dos Santos, Domingas
Orientador: Santos, Dalve Oliveira Batista
Título: O ensino de língua portuguesa na perspectiva do professor: que gramática devemos ensinar?
Palavras-chave: Concepção de Gramática;Ensino produtivo;Prática docente;Grammar Conception;Productive teaching;Teaching practice
Data do documento: 12-Mai-2022
Editor: Universidade Federal do Tocantins
Citação: SANTOS, Domingas Ferreira dos. O ensino de língua portuguesa na perspectiva do professor: que gramática devemos ensinar? 2019. 30 f. TCC (Graduação) - Curso de Letras - Português, Universidade Federal do Tocantins, Porto Nacional, 2019.
Resumo: Este artigo tem por objetivo investigar o ensino contextualizado da língua, a partir da representação de professores da rede municipal, de uma cidade, do interior, do estado do Tocantins acerca do trabalho com a gramática na sala de aula. Para tanto, realizou-se a aplicação de um questionário com um grupo de quatro professores do Ensino Fundamental, que ministram a disciplina de Língua Portuguesa, de uma escola pública do município de Porto Nacional- TO. Assim, para refletir e analisar as concepções dos professores sobre o ensino de gramática, utilizamos como respaldo teórico: Geraldi (1997), Travaglia (2003), Mendonça (2006), Antunes (2014), Batista-Santos; Teles (2018) entre outros. Por meio de uma análise qualitativa-interpretativista constatou-se que ainda exista uma predominância de uma prática de ensino de gramática normativa, evidenciando o tripé: conceituação, classificações e exercícios mecânicos, sem possibilitar reflexão sobre os efeitos de sentidos que a classe de palavras desempenha no texto. Todavia, mesmo com tal evidência, notou-se nas representações dos professores a necessidade de mudança nas práticas pedagógicas para o ensino de Gramática, considerando o contexto de uso, bem como um trabalho produtivo (uso-reflexão-uso) de reflexão e posicionamentos críticos.
Abstract: The goal of this article is to investigate the contextualized teaching of the language going from the representation of teachers from the municipal network, from a city, from the interior, and from the state of Tocantins about working with grammar in the classroom. For this purpose, was created an application of a questionnaire with a group of four teachers of fundamental teaching who supervise the discipline of the Portuguese language from a public school in the municipality of Porto Nacional, TO. Thus, to reflect and analyze the teachers’ findings about the teaching of grammar, we use as theoretical back up: Geraldi (1997), Travaglia (2009), Mendonça (2006), Antunes (2014), Batista-Santos; Teles (2018) among others. Through a quantitative-interpretive analysis, it was verified that there still exists a predominance of a teaching practice of normative grammar, evidencing the triad: Conceptualization, classifications and mechanical exercises without the possibility of reflection about the effects of meanings that this type of words plays in the text. However, even with such evidence it was noted in the teachers’ representations the need of change in the pedagogical practices for the teaching of grammar, considering the context of use as well as a productive work (use-reflection-use) of reflection and critical standpoints.
URI: http://hdl.handle.net/11612/3899
Aparece nas coleções:Letras – Líbras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC domingas- PDF (1).pdf925 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.