Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/294
Author: Reinaldo, Thayssllorranny Batista
Advisor: Foschiera, Atamis Antonio
Title: Fronteira e modernização agrícola na Amazônia Legal: a experiência da Cooperativa Agropecuária Portuense LTDA - CAPPOL – Porto Nacional/TO (1963-2016)
Keywords: Fronteira;Políticas territoriais;Modernização agrícola;Cooperativismo;Cappol
Issue Date: 26-Sep-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Geografia - PPGG
Citation: REINALDO, Thayssllorranny Batista. Fronteira e modernização agrícola na Amazônia Legal: a experiência da Cooperativa Agropecuária Portuense LTDA - CAPPOL – Porto Nacional/TO (1963-2016). 2016. 206f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Porto Nacional, 2016.
Resumo: Existe uma relação entre fronteira, modernização agrícola e cooperativismo. Na expansão da fronteira, a fronteira agrícola é um dos elementos e o que se busca é a modernização agrícola dessas áreas. Uma das estratégias dessa modernização é o incentivo ao cooperativismo. A Amazônia Legal é uma área de expansão da fronteira, tendo políticas de fomento à modernização agrícola e ao cooperativismo. O município de Porto Nacional e áreas circunvizinhas inserem-se na Amazônia Legal e faz parte desse processo de expansão da fronteira agrícola, tendo a Cooperativa Agropecuária Portuense Ltda. (CAPPOL) como uma das referências. O objetivo desta pesquisa é analisar a relação da CAPPOL com a expansão da fronteira agrícola e com a modernização da agricultura nas áreas de sua abrangência. Em relação à metodologia, utilizou-se: a) pesquisa bibliográfica, com base em teóricos que já trabalharam com a temática; b) reconhecimento do campo; c) entrevistas semi-estruturadas; d) pesquisa documental (vídeos, sites, fotos, jornal, desenho, etc.); e) mapeamento da área de estudo com obtenção dos pontos de GPS; f) visitas a órgãos públicos e privados relacionados à pesquisa. A CAPPOL nasce na década de 1960, incentivada por técnicos do Banco de Crédito da Amazônia, atualmente Banco da Amazônia S. A. (BASA), tendo como função principal, as atividades voltadas para apoiar à pecuária, principalmente a criação de gado. Posteriormente, já com instituição da Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás (ACAR-GO) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER) em Porto Nacional ocorre um incentivo à modernização da agricultura. A CAPPOL passou por uma fase de modernização que, em um primeiro momento, se deu com a introdução da lavoura de arroz mecanizada e, em um segundo momento, com o arroz e a introdução de plantações de soja. nesse período, ocorreu a expansão da infraestrutura da CAPPOL que, ao se modernizar-se, também passa a ser um agente/elemento de modernização. Posteriormente, a CAPPOL entra em decadência, ligada tanto a fatores externos à cooperativa, como à crise agrícola e à crise cooperativista, e a fatores internos, como a perda de produção armazenada, o descredenciamento da Companhia de Financiamento da Produção (CFP), o endividamento, devido a financiamentos já consolidados, quebra técnica da produção, diminuição da produção na área de abrangência, entre outros. Na atualidade a CAPPOL existe apenas juridicamente, e sua infraestrutura está alugada a terceiros, sendo que seu destino ainda é incerto.
Abstract: There is a relationship between border, agricultural modernization and cooperativism. In the expansion of the border, the agricultural frontier is one of the elements and what is sought is the agricultural modernization of these areas. One of the strategies of this modernization is the incentive to cooperativism. The Amazon is a frontier expansion area, which supports policies for agricultural modernization and cooperativism. Porto Nacional and surrounding areas are part of the Amazon and are part of this expansion of the agricultural frontier process, having the Agricultural Cooperative Portuense Ltda. (CAPPOL) as one of the references. The objective of this research is to analyze the relationship of CAPPOL with the expansion of the agricultural frontier and the modernization of agriculture in their areas of coverage. Regarding methodology, it was used: a) references, based on theoretical authors who have worked with the theme; b) field recognition; c) semi-structured interviews; d) documentary research (videos, websites, photos, newspaper, design, etc.); e) mapping the study area to obtain the GPS points; f) visits to public and private agencies related to the research. CAPPOL was born in the 1960s encouraged by technicians from Banco da Amazonia SA (BASA), the main function activities aimed to support livestock, especially cattle. Later on, with the institution of the Credit Association and Rural Goiás State Assistance (ACAR-GO) and Enterprise Technical Assistance and Rural Extension (EMATER) in Porto Nacional there is an incentive to modernization of agriculture in this county. CAPPOL underwent a modernization phase which at first was with the introduction of mechanized rice farming and in a second time with the rice and the introduction of soybean plantations. In addition, there was an expansion of infrastructure at CAPPOL. CAPPOL modernizes itself and also happens to be an agent / element of modernization. Later, CAPPOL decays, linked both to external factors to the cooperative, as the agricultural crisis and the cooperative crisis, and internal factors such as the loss of stored production, the disqualification from Production Financing Company (PFC), debt due to financing already consolidated, breaking technical production, decreased production in the coverage area, among others. At present, CAPPOL exists only legally and its infrastructure is leased to third parties, and its fate is still unclear.
URI: http://hdl.handle.net/11612/294
Appears in Collections:Mestrado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thayssllorranny Batista Reinaldo - Dissertação.pdf5.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.