Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2881
Authors: Xerente, Marcos Aurélio Suwate
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Reijane Pinheiro da
Title: Desafios indígenas na educação formal e no ensino superior: reflexões a partir da história de vida
Keywords: Indígenas; Educação; Ensino superior; História de vida.
Issue Date: 2-Jul-2021
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: XERENTE, Marcos Aurélio Suwate. Desafios indígenas na educação formal e no ensino superior: reflexões a partir da história de vida. 2019. 34 f. Monografia (Graduação) - Curso de Serviço Social, Campus Universitário de Miracema, UFT, 2019.
metadata.dc.description.resumo: Neste trabalho de conclusão de curso, que apresento na primeira pessoa, começo contando a minha história de vida associada com o ensino formal, desde a alfabetização em português, até a conclusão do curso de serviço social na UFT. O objetivo foi apresentar minha trajetória e refletir sobre a relação entre os indígenas e a educação, considerando-a como uma ferramenta de libertação. Nos capítulos apresentado contei a minha história com a educação escolar, intercalando experiências na aldeia e na cidade e, por fim na universidade. Esta é uma história de muitas pessoas, que, como eu, enfrentaram o desafio de viver entre duas culturas e não esmoreceram diante das distâncias, preconceitos, privações e exclusões. Não poderia contar essa trajetória na terceira pessoa, pois estou falando do que vivi, senti, pensei, enfrentei e superei. Defendo o direito de me fazer presente nesta parte do trabalho, pois reivindico o direito à minha história e à história do meu povo.
Abstract: This course completion paper, which I present in the first person, began as long as my life story associated with formal education, from literacy in Portuguese, to the completion of the social work course at UFT. The objective was to present my trajectory and reflect on the relationship between the indigenous and education, considering it as a tool of liberation. In the first and only chapter I told my story about school education, interspersing experiences in the village and the city and finally at the university. This is a story of many people who, like me, faced the challenge of living between two cultures and did not fade in the face of distances, prejudice, deprivation and exclusion. I could not tell this trajectory in the third person, because I am talking about what I lived, felt, thought, faced and surpassed. I defend the right to be present in this part of the work, as I claim the right to my history and the history of my people.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2881
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcos Aurélio Suwate Xerente - Monografia.pdf672.21 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.