Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2844
Authors: Oliveira, Suelen Silva de
metadata.dc.contributor.advisor: Ludwig, Carlos Roberto
Title: Implicações da aquisição tardia da libras por discentes surdos
Keywords: Aquisição; Linguagem; Desenvolvimento; Libras; Conceito; Acquisition; Language; Development; Libras; Concept
Issue Date: 28-May-2020
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Citation: OLIVEIRA, Suelen Silva de. Implicações da aquisição tardia da libras por discentes surdos.2020.185f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Letras, Porto Nacional, 2020.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho origina-se do projeto de dissertação apresentado ao Programa de Pós Graduação em Letras da Universidade Federal do Tocantins – UFT- Câmpus de Porto Nacional. O tema central do trabalho é sobre o modo como o atraso de aquisição da linguagem pode afetar a formação de conceitos científicos e, logo, influenciar o desempenho acadêmico. A Comunidade Surda enfrenta situação de privação da língua, pois a língua dominante no país é de modalidade oral-auditiva, a qual se difere da modalidade viso-espacial de língua adquirida naturalmente por Surdos. Como resultado dessa situação, em geral, as pessoas Surdas que não têm privilégio de nascer em ambientes onde se compartilha língua de sinais ficam anos privadas de uma língua a qual deveriam adquirir naturalmente, o que torna seu processo de aquisição de linguagem tardio em comparação a pessoas não privadas linguisticamente. As discussões sobre a Hipótese do Período Crítico (HPC) para a aquisição da linguagem limitam-se a utilizar como objeto de pesquisa casos de pessoas isoladas socialmente, de falantes de uma segunda língua que não conseguem perder o sotaque, além de análises neurolinguísticas de pessoas com afasias. Tais estudos se prendem à questão da execução linguística e não necessariamente a questões cognitivas. Em decorrência disso, os resultados sobre um período crítico de aquisição da linguagem ainda são discordantes. Nesse sentido, a realidade linguística da Comunidade Surda pode contribuir com as discussões sobre a HPC. Dessa forma, a partir da temática central, formula-se a seguinte pergunta de pesquisa: o atraso na aquisição da linguagem pode gerar prejuízos no desenvolvimento de conceitos abstratos do tipo científico? As principais fontes teóricas utilizadas para essa pesquisa são: Vygotsky (2008), Goldfeld (2002), Santana (2007) e Quadros & Finger (2017). Os dois primeiros autores mencionados consideram que a comunicação desempenha função crucial para nosso desenvolvimento, pois é através dela que assimilamos informações; então, a linguagem desempenha função essencial para a constituição de nossos pensamentos. Assim, as pesquisas apontam cada vez mais para uma relação intrínseca entre pensamento e linguagem. O objetivo geral dessa pesquisa é, portanto, analisar se há relação entre competência linguística, período de aquisição da linguagem e rendimento acadêmico. Para isso, serão verificados dois aspectos: desempenho linguístico e acadêmico. No primeiro aspecto serão aplicados dois protocolos de avaliação linguística: um que avalia a Língua Portuguesa na modalidade escrita e outro que avalia o desempenho em Libras. O desempenho acadêmico será mensurado com base em entrevistas com professores. A aplicação da coleta de dados tem por objetivo verificar se há relação entre desempenho acadêmico e linguístico. Os sujeitos da pesquisa foram alunos Surdos e professores do curso de Letras: Libras da UFT. Os resultados da análise dos dados apontam que, quanto maior o atraso na aquisição da linguagem menor a pontuação nas avaliações linguísticas (tanto em Libras quanto em Língua Portuguesa) é, concomitantemente, menor o desempenho acadêmico. Há indícios, portanto, de que o atraso na aquisição da linguagem traz implicações negativas para o desempenho acadêmico, o que demonstra uma estreita ligação entre pensamento e linguagem.
Abstract: he present work originates from the dissertation project presented to the Postgraduate Program in Letters and Linguistics at the Universidade Federal do Tocantins – UFT – Campus at Porto Nacional. The central theme of the work is on how the delay in language acquisition can affect the formation of scientific concepts and, therefore, influence academic performance. The Deaf community faces a situation of deprivation of the language, since the dominant language in the country is oral-auditory, which differs from the visuospatial language acquired naturally by Deaf people. As a result of this situation, generally Deaf people who do not have the privilege of being born in environments where sign language is shared are years deprived of a language which they should naturally acquire, which makes their language acquisition process late compared to linguistically non-private people. Discussions about the Critical Period Hypothesis (CPH) for language acquisition are limited to using as cases of socially isolated people, speakers of a second language who cannot lose their accent, as well as neurolinguistic analyzes of people with aphasias. These studies are related to the issue of linguistic execution and not necessarily to cognitive issues. As a result, the results on a critical language acquisition period are still inconsistent. In this sense, the linguistic reality of the Deaf Community can contribute to discussions about CPH. Thus, based on the central theme, the following research question is formulated: can the delay in language acquisition generate losses in the development of abstract scientific concepts? The main theoretical sources used for this research are: Vygotsky (2008), Goldfeld (2002), Santana (2007) and Quadros & Finger (2017). The first two authors mentioned consider that communication plays a crucial role in our development, because it is through it that we assimilate information; then, language plays an essential role in the constitution of our thoughts. Thus, research increasingly points to an intrinsic relationship between thought and language. The general objective of this research is, therefore, to analyze if there is a relation between linguistic competence, language acquisition period and academic performance. For this, two aspects will be verified: linguistic and academic performance. In the first aspect, two linguistic assessment protocols will be applied: one that assesses the Portuguese language in written form and another that assesses performance in Libras. Academic performance will be measured based on interviews with teachers. The application of data collection aims to verify whether there is a relationship between academic and linguistic performance. The subjects of the research were Deaf students and teachers of the Letters: Libras course at UFT. The results of the data analysis show that the greater the delay in language acquisition, the lower the score in linguistic assessments (both in Libras and in Portuguese) and, concomitantly, the lower the academic performance. There is evidence, therefore, that the delay in language acquisition has negative implications for academic performance, which demonstrates a close link between thought and language.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2844
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Suelen Silva de Oliveira - Dissertação.pdf2.62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.