Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/185
Author: Silva, Naiane Vieira dos Reis
Advisor: Silva, Wagner Rodrigues
Title: Letramento digital no estágio supervisionado obrigatório em ensino de língua materna
Keywords: Formação inicial de professores;Letramento digital;Pesquisa interventiva;Saberes profissionais
Issue Date: 24-Mar-2014
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: SILVA, Naiane Vieira dos Reis. Letramento digital no estágio supervisionado obrigatório em ensino de língua materna. 2014. 154f. Dissertação (Mestrado em Letras: ensino de Língua e Literatura) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Letras: ensino de Língua e Literatura, Araguaína, 2014.
Resumo: Esta dissertação investiga discursos sobre letramento digital de professores em formação inicial nos estágios supervisionados da licenciatura em Letras da Universidade Federal do Tocantins - UFT no sentido de analisar como são tematizadas práticas de ensino que focalizam as ferramentas digitais. Além disso, interessamo-nos em ver como uma licenciatura se mobiliza para atender a uma atual necessidade de formação: docentes que trabalhem criticamente com o digital como recurso de ensino-aprendizagem no ensino de língua materna. Caracterizada como uma pesquisa participante, foi realizada uma intervenção no primeiro semestre de 2012, em uma turma da disciplina de Investigação da Prática Pedagógica e Estágio Supervisionado em Ensino de Língua Portuguesa III: Língua e Literatura, com o objetivo de discutir questões práticas e teóricas sobre letramento digital. Tomamos como corpus os relatórios de estágio supervisionado, arquivados no Centro Interdisciplinar de Memória dos Estágios Supervisionados das Licenciaturas - CIMES, produzidos em momento anterior ao processo de intervenção, no período de 2006 a 2011, além dos documentos produzidos durante a pesquisa participante. Esses documentos são significativos por serem configurados como uma escrita reflexiva, que aponta para um olhar crítico sobre o contexto escolar e o próprio objeto de ensino dos professores em formação inicial. Esta pesquisa, ancorada na perspectiva interdisciplinar dos estudos da Linguística Aplicada, toma como ponto de partida contribuições dos estudos sobre os novos letramentos ao privilegiar a discussão sobre a reconfiguração do ethos de escola, professor e aluno em função de uma nova relação com o saber, potencializadas pelas tecnologias digitais. Também buscamos ancoragem nos estudos sobre o saberes profissionais no sentido de investigar como se dá a construção de saberes docentes sobre o letramento digital no momento da inserção nas práticas de ensino na formação inicial — o estágio supervisionado. Para análise linguística dos dados, fazemos uso das categorias da Linguística Sistêmico-Funcional, mais precisamente do sistema de Transitividade, no sentido de investigar os participantes e processos tematizados nos relatórios. Focalizando os discursos sobre práticas de ensino que se apropriem do digital nos relatórios de estágio, os saberes disciplinares e experienciais informam a abordagem de TIC nas aulas de língua materna. Os relatórios produzidos a partir da intervenção se apropriam de forma mais ampla das discussões sobre recurso digital e ensino, evidenciando que tanto os saberes relativos à vivência no ensino quanto aqueles adquiridos no processo de formação profissional contribuem para a construção de práticas pedagógicas em função do letramento digital. Alguns desafios evidenciam-se desde o início ao discutir o digital na formação de professores: é necessário conhecer/reconhecer que alguns licenciandos sequer têm acesso às ferramentas digitais. Entretanto, problematizar o letramento digital vai além do mero acesso: interessa o uso que se faz das ferramentas hipermodais e como são reconfigurados os processos de leitura e escrita a partir de um novo suporte. A partir das análises dos dados, percebemos que o aluno-mestre lança um olhar mais crítico e reflexivo sobre o uso de TIC no ensino tendo em vista a problematização do letramento digital na sua formação inicial. As práticas desenvolvidas apontam para um uso dos recursos digitais no ensino de língua materna que podem ser consideradas como inovadoras, já que são desencadeadas ações educativas reconfiguradas em função do objeto de ensino, contexto de atuação, atores sociais envolvidos e ferramentas pedagógicas utilizadas. O ambiente acadêmico precisa problematizar algumas discussões sobre aspectos do ensino que são emergentes nas práticas educativas, tendo em vista uma postura crítica dos futuros professores diante dos desafios pedagógicos instaurados. Este trabalho contribui para as investigações científicas desenvolvidas no grupo de pesquisa: “Práticas de Linguagens em Estágios Supervisionados” – PLES (CNPq/UFT).
Abstract: The present dissertation investigates discourses about digital literacy by teachers during their undergraduation courses on the supervised internships degree for language teaching course in the Universidade Federal do Tocantins –UFT, aiming to analyze how the teaching practices that focus the digital tools are themed. Furthermore, we are interested in seeing how a teacher degree is mobilized to fit a current need for professional formation: teachers that are able to work critically with the digital as a resource in the teaching-learning process of teaching mother language. Characterized as a participation research, it was done an intervention in the first half of 2012 in a class of “Investigação da Prática Pedagógica e Estágio Supervisionado em Ensino de Língua Portuguesa III: Língua e Literatura" with the objective of discussing practical and theoretical issues about digital literacy. We took as corpus the reports made on supervised internships that are filed on Centro Interdisciplinar de Memória dos Estágios Supervisionados das Licenciaturas – CIMES made on prior to our intervention process, in the period of 2006 to 2011, in addition to the documents made during our participant research. These documents are meaningful by being configured as reflexive writing, which points to a critical look over the educational context and the teaching object taken by the ‘in formation teachers’ itself. This research, based on the interdisciplinar perspective of the applied linguistics, takes as starting point the contributions of the studies about the new literacies by privileging the discussion about the reconfiguration of the ethos of school, teacher and student, mainly supported by the new relation with the knowledge afforded by the digital technologies. We also aimed for basing on the studies about the professional knowledges, in order to investigate how the construction of teacher knowledge occurs about digital literacy at the moment of its insertion on practices of teaching during their undergraduation formation – the supervised internship. For linguistics analisys of the data, we have made use of Sistemic Functional Linguistics’ categories, more accurately, the Transitivity system, in a way we can investigate the participants and process thematized on the reports. Focusing on the discourses about teaching practices that appropriate of the digital in the internship reports, the disciplinary and experiential knowledges inform the approach of ICT in the mother language classes. The reports produced from the intervention appropriate more broadly of discussions about digital resource and education, showing that both the knowledge related to the experience in teaching as those acquired in the professional education process contribute to the construction of pedagogical practices in function of the digital literacy. Some challenges evidence from the start when discussing the digital in teacher education: it is necessary to know / recognize that some undergraduate teachers do not even have access to digital tools. However, problematizing the digital literacy goes beyond the mere access: it interests us the use that is made of hipermodal tools and how the processes of reading and writing are reconfigured from a new support. From the analysis of the data we realized that the studentteacher takes a more critical and reflective look at the use of ICT in teaching aiming the problematization of the digital literacy in their initial formation. The developed practices point to one use of digital resources in teaching mother language that can be considered as innovative as they are triggered educational activities reconfigured depending on the object of teaching, the context of action, envolved social actors and the used pedagogical tools. The academic environment needs to problematize some discussions on aspects of teaching that are emerging in educational practices, with a view to a critical stance of future teachers front of instituted pedagogical challenges. This work contributes for the cientific investigations developed on the research group: “Práticas de Linguagens em Estágios Supervisionados” – PLES (CNPq/UFT).
URI: http://hdl.handle.net/11612/185
Appears in Collections:Mestrado em Letras: Ensino de Língua e Literatura - PPGL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Naiane Vieira dos Reis Silva - Dissertação.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.