Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/969
Authors: Baptista, Aline Monique Galdiano Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Neilton Araújo de
Title: Associação entre nível de atividade física, indicadores de saúde e qualidade de vida de idosos da Universidade da Maturidade
Keywords: Envelhecimento;Nível de atividade física;Qualidade de vida;Aging;Physical activity level;Quality of life
Issue Date: 11-May-2018
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - PPGCS
Citation: BAPTISTA, Aline Monique Galdiano Silva. Associação entre nível de atividade física, indicadores de saúde e qualidade de vida de idosos da Universidade da Maturidade.2018.80f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Palmas, 2018.
metadata.dc.description.resumo: O envelhecimento populacional é uma realidade mundial que vem ocorrendo de forma acelerada nas últimas décadas, e vem acompanhado da inatividade física. À medida que aumenta a idade cronológica, as pessoas tornam-se menos ativas. Por outro lado, um estilo de vida ativo está associado a uma melhor qualidade de vida nos idosos. O objetivo desta pesquisa foi verificar a associação entre nível de atividade física, indicadores de saúde e variáveis da qualidade de vida em idosos da UMA/UFT, em Palmas-TO. Metodologia: participaram deste estudo 59 idosos, de ambos os sexos. Foram coletadas informações sociodemográficas, presença de patologias por meio do autorrelato, medicamentos utilizados, o estado nutricional foi avaliado pela MAN e antropometria, a força de preensão palmar (FPP) pelo dinamômetro Jamar, nível de atividade física pelo IPAQ- versão curta e avaliação da qualidade de vida pelo SF-36. Os dados foram apresentados por meio da estatística descritiva e Coeficiente de Correlação de Pearson. O software SPSS, versão 19,0, foi utilizado para realização de todas as análises, adotando-se a significância de 95%. Resultados: Os 59 idosos, 14 homens (23,72%) e 45 mulheres (76,28%), avaliados apresentaram média de idade de 67,77±7,19anos e 66,10% deles apresentaram nível insuficiente de atividade física (AF). Foi encontrada significância estatística entre os idosos classificados como insuficientemente ativos e suficientemente ativos nas variáveis FPP (p=0,019), sexo (p=0,006) e três domínios da QV: CF (0,048), Dor (0,049) e VIT (0,047). A variável FPP correlacionou-se positiva e significativamente com os domínios CF (p=0,011) e Dor (p=0,03) do SF-36. Conclusão: Os idosos apresentaram níveis satisfatórios de QV apesar do baixo nível de atividade física, baixa condição socioeconômica e condições crônicas de saúde, demonstrando o caráter multidimensional da QV e a FPP mostrou-se importante fator nos seus determinantes. Deste modo, sugere-se que a UMA/UFT pode contribuir positivamente numa melhor QV e num envelhecimento mais saudável e ativo.
Abstract: Population aging is a worldwide reality that has been occurring in an accelerated way in recent decades, and is accompanied by physical inactivity. As chronological age increases, people become less active. On the other hand, an active lifestyle is associated with a better quality of life in the elderly. The objective of this research was to verify the association between physical activity level, health indicators and quality of life variables in the UMA / UFT elderly, in Palmas-TO. Methodology: 59 elderly people of both sexes participated in this study. Socio-demographic information, presence of pathologies through self-report, medications used, nutritional status was evaluated by MAN and anthropometry, palmar grip strength (FPP) by Jamar dynamometer, level of physical activity by IPAQ-short version and evaluation of quality of life by the SF-36. Data were presented through descriptive statistics and Pearson's Correlation Coefficient. The SPSS software, version 19.0, was used to perform all the analyzes, adopting the significance of 95%. RESULTS: The mean age of the elderly was 67.77 ± 7.19 years, and 66.10% of them had an insufficient level of physical activity (59.7%). AF). Statistical significance was found among the elderly classified as insufficiently active and sufficiently active in the FPP (p = 0.019), sex (p = 0.006) and three QL domains: CF (0.048), Pain (0.049) and VIT (0.047). The FPP variable correlated positively and significantly with the CF (p = 0.011) and Pain (p = 0.03) domains of SF-36. Conclusion: The elderly presented satisfactory levels of QoL despite the low level of physical activity, low socioeconomic status and chronic health conditions, demonstrating the multidimensional character of the QoL and the PPF was an important factor in their determinants. Thus, it is suggested that UMA / UFT can contribute positively to better QoL and to a healthier and more active aging.
URI: http://hdl.handle.net/11612/969
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aline Monique Galdiano Silva Baptista - Dissertação.pdf3.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.