Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/905
Authors: Bezerra, Gustavo Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Nascimento, Guilherme Nobre L. do
Title: Plantas medicinais com potencial ação contra o vírus da imunodeficiência humana
Keywords: AIDS;HIV;Fitoterapia;plantas medicinais;Anti-HIV;Phitoterapy;Medicinal plants
Issue Date: 20-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - PPGCS
Citation: BEZERRA, Gustavo Silva. Plantas medicinais com potencial ação contra o vírus da imunodeficiência humana. 2017.45f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Palmas, 2017.
metadata.dc.description.resumo: A alta prevalência da infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) arremete para a importância de novos e eficazes programas de intervenções na prevenção da infecção. Os efeitos adversos, não adesão ao tratamento e, principalmente, a resistência do HIV aos Antiretrovirais existentes são alertas para a busca de novos compostos efetivos contra esse vírus. Plantas medicinais tem se mostrado como um recurso promissor na identificação de novos compostos bioativos. Este estudo trata-se de uma revisão sistemática com finalidade de realizar um levantamento de artigos disponíveis nas principais bases de dados eletrônicas, LILACS, Medline (via PubMed), Web of Science, sobre plantas medicinais com potencial ação contra o HIV. A busca dos artigos para o estudo ocorreu no mês de outubro de 2017 e foram selecionados 42 artigos para a revisão. Dos 42 artigos selecionados foi evidenciado 50 plantas medicinais que apresentaram atividade anti-HIV, variando o mecanismo de ação desempenhado, seja por via inibitória da protease, integrase ou da transcriptase reversa. Houve relatos de novos compostos capazes de melhorar a atividade anti-HIV de antirretrovirais já comercializados e 19 manuscritos apresentaram plantas com atividade antiviral promissora desconhecida. Dessa forma, esta revisão reforça a necessidade da realização de estudos a fim de comprovar os meios pelos quais as plantas medicinais aqui estudadas podem vir a ser fonte de novos fármacos no combate ao vírus da imunodeficiência humana.
Abstract: The high prevalence of Human Immunodeficiency Virus (HIV) infection raises the importance of new and effective intervention programs in infection prevention. Adverse effects, nonadherence to treatment and, especially, HIV resistance to existing Antiretrovirals are alerts for the search for new compounds effective against this virus. Medicinal plants have proved to be a promising resource in identifying new bioactive compounds. This study is a systematic review with the purpose of performing a survey of articles available in the main electronic databases, LILACS, Medline (via PubMed), Web of Science, on medicinal plants with potential action against HIV. The search for articles for the study occurred in October 2017 and 42 articles were selected for review. Of the 42 articles selected, 51 medicinal plants that showed anti-HIV activity were evidenced, varying the mechanism of action performed, either by protease inhibitor, integrase or reverse transcriptase. There were reports of new compounds capable of improving the anti-HIV activity of antiretrovirals already marketed and 19 manuscripts presented plants with promising antiviral activity unknown. Thus, this review reinforces the need to carry out studies in order to prove the means by which the medicinal plants studied here may be the source of new drugs in the fight against human immunodeficiency virus.
URI: http://hdl.handle.net/11612/905
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gustavo Silva Bezerra - Dissertação.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.