Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/872
Authors: Gratão, Lucia Helena Almeida
metadata.dc.contributor.advisor: Pereira, Renata Junqueira
Title: Perfil nutricional de crianças expostas ao HIV acompanhadas no estado do Tocantins
Keywords: HIV;Síndrome de Imunodeficiência Adquirida;Desenvolvimento Infantil;Peso ao Nascer;Desenvolvimento Ósseo;Acquired Immunodeficiency Syndrome;Child Development;Birth Weight;Bone Development
Issue Date: 8-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - PPGCS
Citation: GRATÃO, Lúcia Helena Almeida. Perfil nutricional de crianças expostas ao HIV acompanhadas no estado do Tocantins. 2017.106f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Palmas, 2017.
metadata.dc.description.resumo: A infecção pelo HIV compromete o sistema imune causando a destruição das células hospedeiras, em maioria as LT-CD4+. O vírus pode ser transmitido através de relação sexual, transfusão sanguínea, contato com materiais perfurocortantes contaminados, transmissão vertical e aleitamento materno. Como medida profilática para a transmissão vertical é adotada a utilização da Highly Active Antiretroviral Therapy (HAART) a partir da décima quarta semana de gestação, que preconiza a redução da carga viral para níveis indetectável até o momento do parto. No entanto são controversos os efeitos que a HAART pode causar na criança em formação e no período neonatal, bem como o efeito deste tratamento no crescimento e desenvolvimento infantil. Inicialmente, foi realizado busca da literatura, de forma sistematizada, nas bases de dados US National Library of Medicine's – National Intitutes of Health (PubMed), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) que engloba Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Base de dados de enfermagem (BDENF) e SciELO (Scientific Eletronic Library Online). Foram utilizados os descritores: (1) “children HIV Brazil”, (2) “adolescent HIV Brazil”, (3) "anthropometry HIV Brazil" e (4) "nutritional assessment HIV Brazil", acrescentando-se o filtro “and” para pesquisas avançadas. Foram selecionados, após leitura na íntegra, treze artigos. Esses estudos contribuíram para o embasamento técnico-científico do estudo de coorte retrospectiva que foi realizado com 51 crianças, nascidas a termo, expostas ao vírus HIV porém não-infectadas, atendidas em um serviço de referência especializado em atendimento a pessoas vivendo com HIV/Aids, em Palmas, Tocantins, Brasil. Foram coletados dados das crianças ao nascer e dos atendimentos subsequentes categorizados em três momentos (m0, m1, m2 e m3) e informações maternas. Foram utilizados índices antropométricos (peso-para-idade, peso-para-estatura, índice de massa corporal-para-idade, peso-para-estatura e perímetro cefálico-para-idade) para verificação do estado nutricional e índices de proporcionalidade (perímetro cefálico por perímetro torácico, índice de Roher e peso por perímetro cefálico). Foram utilizados os testes estatísticos de X², t-student, Tukey, Friedman, ANOVA e Kruskall Wallis. Os mostram que independente de ser pela atividade do HIV no hospedeiro ou pelo uso da HAART as crianças vivendo com HIV/Aids podem apresentar alterações no metabolismo ósseo, porém a ingestão adequada e o monitoramento sérico de micronutrientes podem evitar desordens desse tipo. Também há associação da HAART com dislipidemia e lipodistrofia nas populações estudadas. No estudo de coorte foi observado tendência ao risco de sobrepeso ou sobrepeso ao longo do acompanhamento, bem como significância estatística em relação a introdução precoce de alimentos e os valores de CD4 e CD8. Não foram encontrados alterações nos índices de proporcionalidade. A escassez de pesquisas com brasileiros tornou as correlações mais difíceis. Conclui-se que o acompanhamento do estado nutricional de crianças e adolescente pode minimizar alterações clínicas e metabólicas, sendo determinante para a avaliação do risco de progressão da doença e, consequentemente, sucesso do tratamento.
Abstract: HIV infection compromises the immune system causing destruction of the cells mostly hosted as LT-CD4+. The virus can be transmitted through sexual intercourse, blood transfusion, contact with contaminated puncture materials, vertical transmission and breastfeeding. As a prophylactic measure for a vertical transmission the use of highly active antiretroviral therapy (HAART) is adopted from the fourteenth week of gestation, which advocates a reduction of the viral load to undetectable levels until the moment of delivery. However, there are no problems that can cause HAART, which can not be created in life in training and in the neonatal period, as well as the effect of this treatment on infant growth and development. Initially, a literature search was carried out in a systematized manner in the National Library of Medicine (National Institutes of Health (PubMed), Virtual Health Library (VHL) databases that includes the Medical Literature Analysis and Recovery System Online (MEDLINE ), Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS), Nursing Database (BDENF) and SciELO (Scientific Electronic Library Online). (1) "HIV HIV Brazil", (2) "HIV adolescent HIV", (3) "HIV anthropometry Brazil" and (4) "HIV Brazil nutritional assessment", adding "e" filter For advanced research. Thirteen articles were selected after reading in their entirety. These studies contributed to the development of a retrospective cohort study of 140 uninfected exposed children attended at a referral service specializing in the care of people living with HIV / AIDS in Palmas, Tocantins, Brazil. Data were collected from children at birth and subsequent visits categorized in three moments (m0, m1, m2 and m3) and maternal information. Anthropometric indexes (weight-for-age, weight-for-height, body-for-age-for-age, weight-for-height and cephalic-for-age) were used to verify nutritional status and proportionality indices cephalic by thoracic perimeter, Roher index and head circumference weight). The statistical tests of X², t-student, Tukey, Friedman and ANOVA and Kruskall Wallis were used. They show that regardless of whether it is HIV activity in the host or by the use of HAART, children living with HIV / AIDS may present changes in bone metabolism, but adequate intake and serum micronutrient monitoring may prevent such disorders. There is also association of HAART with dyslipidemia and lipodystrophy in the populations studied. The cohort study showed a tendency to risk of overweight or overweight during follow-up, as well as statistical significance in relation to the early introduction of food and the values of CD4 and CD8. No changes were found in the proportionality indices. The shortage of research with Brazilians made the correlations more difficult. It is concluded that the monitoring of the nutritional status of children and adolescents can minimize clinical and metabolic changes, being determinant for the evaluation of the risk of disease progression and, consequently, treatment success.
URI: http://hdl.handle.net/11612/872
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lúcia Helena Almeida Gratão - Dissertação editada.pdf437.85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.