Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/685
Authors: Alves, Elaine Jesus
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Bento Duarte da
Title: Formação de professores, Literacia Digital e Inclusão Sociodigital: Estudo de caso em curso a distância da Universidade Federal do Tocantins
Keywords: Formação de professores;Literacia Digital;Inclusão sociodigital
Issue Date: 23-Jun-2017
Publisher: Universidade do Minho
metadata.dc.publisher.program: Ciências da Educação
Citation: ALVES, Elaine Jesus. Formação de professores, Literacia Digital e Inclusão Sociodigital: Estudo de caso em curso a distância da Universidade Federal do Tocantins.2017.384f. Tese (Doutorado em Ciências da Educação) – Universidade do Minho, Instituto de Educação, Braga, 2017.
metadata.dc.description.resumo: No cenário do mundo conectado em redes de comunicação digital em que os alunos usam cada vez mais cedo os artefatos tecnológicos e desenvolvem naturalmente habilidades para seu uso, urge a necessidade do professor investir na criação de competências suficientemente amplas que lhes permitam ter uma atuação efetiva no manuseio fluente das mídias, e aplicá-las criativamente na sua prática pedagógica junto a seu alunado. Neste ínterim, os cursos de formação docente teriam o papel de preparar os professores para tirarem proveito efetivo do potencial das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) no que diz respeito a construção do conhecimento dos alunos. Nas ultimas décadas, políticas públicas de formação de professores fomentaram cursos de formação na modalidade a distância para professores em serviço. O contato direto destes professores com as tecnologias pressupõe que estas formações deveriam proporcionar aos mesmos maiores habilidades e competências neste campo, o que os tornariam habilitados para fazerem uso das TDIC na sua prática pedagógica. Portanto, este estudo busca compreender as implicâncias que uma formação docente a distância pode ter na percepção do professor diante das tecnologias presentes nas escolas, em especial os dispositivos móveis nas mãos dos seus alunos durante as aulas. O estudo parte do pressuposto que a formação de professor que desenvolve habilidades para a literacia digital, os introduz na sociedade em rede e por consequência gera sua inclusão sociodigital. Neste sentido, a discussão teórica do trabalho parte de três macros categorias: sociedade em rede, inclusão sociodigital e literacia digital. O texto foi redigidido usando a analogia da rede, que integra, liga e conecta as pessoas em uma grande teia, mas que ao mesmo tempo exclui e/ou marginaliza os que não têm condições plenas de estarem ligados a ela. O objeto de investigação foi o curso de graduação em Física na modalidade a distância da Universidade Federal do Tocantins. Foram selecionados como amostra, os cursistas matriculados entre 2010 e 2012 totalizando 32 alunos. Destes, a maioria (51%) atua ou já atuaram como professores na rede pública de ensino. A pesquisa, de cunho qualitativo, trata-se de um estudo de caso e os instrumentos metodológicos foram questionários (sondagem do perfil de uso de tecnologias no campo cotidiano e na prática pedagógica) e entrevistas semiestruturadas com o objetivo de compreender mais aprofundamente as percepções dos professores em relação às tecnologias nos dois campos. Sobre o uso das TDIC no cotidiano, o estudo constatou que os participantes as utilizam de forma predominantemente elementar e básica. As atividades mais complexas que exigem maior grau de literacia digital encontram resistência do uso, mesmo pelo desconhecimento ou despreparo. Os dados levantandos nos questionários e as percepções apreendidas nas entrevistas apontaram que os professores da amostra fazem um uso limitado dos recursos tecnológicos na sua prática pedagógica. Utilizam as tecnologias num viés de repositório e reprodução de conteúdos e quase nunca interagem com seus alunos por meio de suporte tecnológicos fora dos momentos de aula. No entanto, constatou-se que estes professores tão somente reproduzem na sua prática docente o modelo da formação a distância que participam: conteudista e transmissivo. A formação docente voltada para a literacia digital foi apontada no estudo como a porta de entrada na rede para os professores que ainda encontram resistência em utilizar as TDIC nas suas práticas pedagógicas.
Abstract: In the world scenery connected in digital communication networks, when students use more often and earlier technology artefacts and natural develop skills to use them, urge the necessity of teachers to invest themselves in creation of competencies, that will allow them to have an effective actuation in medias and apply them creatively in pedagogic practice. Meanwhile, academic courses will have the objective to prepare the professor to effectively profit from the potencial of digital comunication technologies and information (TDIC) when we talk about consolidation of students knowledge. In the last decades, public politiques of teachers formation, fomented a modadity of distance learning courses for teachers in practice. The direct contact with this kind of technologies should allow them better competencies and skills in this area, and this will allow them to use TDIC in their pedagogic practice. Thus, this study seeks to understand the implications of teacher's distance formation could have in the perception of technologies in different schools, specially the use of mobile devices by students during classes. This study implies the fact that professors formation will develop habilities for the digital literacy, this will introduce them in network society and therefore will generate the socialdigital inclusion. Following this, the theoreticaly discussion of work is divided in three macro categories: network society, sociodigital inclusion and digital literacy. The text was drawn up by using network analogy, that integrate, link and conect people in a big web, and at the same time exclude and/or marginalize those who don't have full conditions to be linked with it. The object of study was the distance modality graduation course in Fisics in the Universidade Federal do Tocantins. The sample selected were the students enrolled between 2010 and 2012, in a total of 32 students. The majority of them (51%) play or played as teachers in the public school network. The research with a qualitative imprint, is focused in a study case, the methodologic instruments used were questionnaires ( surveys of technology usage profile in the daily life and pedagogic practice) and semi structured interviews with the propuse of deeply understand the teachers perceptions over technologies in two fields. About the daily use of TDIC, the study found that the participants used them in a basic and elementary way predominantly. The complex activities, which demand a greater digital literacy level, found resistence of use, by lack of knowledge or unpreparedness. The data collected in the questionnaires and the perceptions absorved in the interviews pointed that the teacher's sample use the thecnology resources in a limited way in their pedagogic practice. Technologies are used in a repository bias and reproduction of contents, and barely never interact with the students out of classes by using technological support. Although, the study realize that the teachers only reproduce, in their daily practice, the distance module where they normally participate - content and transmissible. The teacher formation focused on digital literacy, was pointed in this study as a gateway on the network for teachers that still find resistance in use TDIC in its pedagogical pratices.
URI: http://hdl.handle.net/11612/685
Appears in Collections:Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Elaine Jesus Alves - Tese.pdf5.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.