Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/578
Author: Costa, Douglas Martins da
Advisor: Silveira, Marcio Antônio da
Title: Avaliação de cultivares de batata-doce quanto a produtividade, composição e aproveitamento das ramas visando a produção de etanol
Keywords: Ipomoea batatas;Agroenergia;Etanol;Produtividade;Agro-energy;Ethanol;Productivity
Issue Date: 25-Aug-2015
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Agroenergia - PPGA
Citation: COSTA, Douglas Martins da. Avaliação de cultivares de batata-doce quanto a produtividade, composição e aproveitamento das ramas visando a produção de etanol.2015.56f. Dissertação (Mestrado em Agroenergia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Agroenergia, Palmas, 2015.
Resumo: batata-doce possui características que a qualificam como fonte bioenergética, embora exista gargalos na otimização da produtividade da cultura em larga escala, essa biomassa apresenta um grande potencial para a produção industrial de etanol. O objetivo deste trabalho foi comparar seis cultivares de batata-doce, com relação a dois tipos de mudas no que tange a propagação vegetativa, uma originada da parte área (ramas) e outra da raiz tuberosa (brotos). Os parâmetros avaliados foram à produtividade total de raízes e de ramas, teor de matéria seca de raiz e ramas, a estimativa de produção por hectare, o rendimento teórico de etanol e a interação entre o tipo de muda e as cultivares analisadas. A partir da farinha das raízes foram realizadas as análises bromatológicas quantificando o teor de amido, proteína bruta, fibra bruta, lipídeos, cinzas e estimado a produtividade de amido por hectare. Os resultados evidenciaram genótipos de batata-doce com produtividade de raízes acima de (85 t ha-1), teor de amido (66,4%), teor de proteína (3,21%), teor de fibra bruta (4,11%), teor de lipídeos (0,95%), teor de cinzas (2,66%), a produtividade de amido (18,13 t ha-1) e rendimento em etanol (13,14 m3 ha-1). As mudas originadas dos brotamento das raízes tiveram produtividade superiores as de estaquias das ramas. As cultivares Beatriz, Duda e Marcela se mostraram altamente promissores para a produção de etanol em escala industrial.
Abstract: The sweet potato has characteristics that qualify it as a source of bioenergy, although there bottlenecks in the optimization of large-scale crop productivity, this biomass has great potential for industrial production of ethanol. The objective of this study was to compare six sweet-potato cultivars with respect to two types of seedlings with respect to vegetative propagation, one originated from the area of (branches) and other tuberous root (shoots). We evaluated the overall productivity of roots and branches, dry matter content of roots and branches, the per hectare production estimate, the theoretical ethanol yield and the interaction between the type of changes and the analyzed cultivars. From the flour roots were carried out chemical analysis quantifying the starch content, crude protein, crude fiber, lipids, ash and estimated starch productivity per hectare. The results showed sweet potato genotypes root yield above (85 t ha-1), starch content (66.4%), protein (3.21%), crude fiber (4,11 %) lipid content (0.95%), ash content (2.66%), starch productivity (18,13 t ha-1) and ethanol yield (13.14 m3 h-1). The seedlings originated from sprouting roots had higher productivity of the estaquias of branches. Cultivars Beatriz, Duda and Marcela were highly promising for ethanol production on an industrial scale.
URI: http://hdl.handle.net/11612/578
Appears in Collections:Mestrado em Agroenergia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Douglas Martins da Costa - Dissertação.pdf709.25 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.