Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/559
Author: Oliveira, Nilton Marques de
Advisor: Piffer, Moacir
Title: Desenvolvimento regional do território do estado do Tocantins: implicações e alternativas
Keywords: Desenvolvimento regional;Economia do Tocantins;Matriz institucional;Base econômica;Território;Regional development;Economy of Tocantins;Institutional matrix;Economic base;Territory;Economia regional;Planejamento regional;Tocantins - Condições econômicas
Issue Date: 12-Nov-2015
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Agronegócio
Citation: OLIVEIRA, Nilton Marques de. Desenvolvimento regional do território do estado do Tocantins: implicações e alternativas.2015.224f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Agronegócio, Toledo, 2015.
Resumo: Esta pesquisa analisou a transição do antigo norte de Goiás para criação do território Estado do Tocantins e a sua conjuntura do desenvolvimento regional entre 1990 e 2010. Partiu-se do aporte teórico de Raffestin sobre o conceito de desenvolvimento territorial. Na primeira parte recuperam-se alguns elementos históricos da antiga região norte de Goiás, mormente sobre as condições precárias dos indicadores sociais e econômicos, buscando captar no tempo e no espaço a criação do Estado do Tocantins e sua inserção na economia regional e nacional. Na segunda parte, tratou-se da problemática do desenvolvimento regional o aporte teórico partiu das concepções de Douglass North e complementando a discussão sobre econômica regional, foram trazidos autores como Christaller, Myrdal, Perroux e Hirschman. A metodologia aplicada foi a análise de observação e percepção. Na parte quantitativa, o instrumental utilizado foi a estimativa do Índice de Desenvolvimento Regional (IDR) e o método de análise regional. Permeados por dados secundários do Ipeadata, RAIS, IBGE e PNUD. Na parte qualitativa, utilizou-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), por meio de questionários e entrevista dos atores-chaves. Na estimativa do IDR, chegou-se a um resultado que permite ordenar os municípios conforme o grau de dinamicidade. Conclui-se que em todos os períodos analisados, há grandes desigualdades sociais e econômicas entre os municípios do Tocantins. No entanto, vem reduzindo moderadamente a quantidade de municípios de base econômica retardatários. Constatou-se que o grande empregador está vinculado ao poder público estadual e municipal. Todavia, a economia do território Tocantins tem aumentando sua participação na geração de emprego nos setores do comércio, do serviço, da indústria de transformação, da construção civil e do ramo de atividade da agropecuária. Estimando o multiplicador de emprego para o Estado do Tocantins, passou de 4, 76 em 2000, para 5, 11, em 2010, ou seja, o estado vem aumento sua capacidade de gerar emprego no setor básico para o setor não básico da economia do Tocantins. Constatou-se, também, que a rodovia Belém-Brasília (BR-153) se constitui num corredor de desenvolvimento regional. Contudo há grandes disparidades e desigualdades entre os municípios do Tocantins, onde 117 estão abaixo da base de polo de manutenção, dos 22 municípios, 19 têm base de polo de manutenção, de especialização, e apenas 3 (Palmas , Araguaína e Gurupi) apresenta polo de base de diversificação, ou seja, possui mais base de diversificação e difusão.
Abstract: This research analyzed the transition from the old northern Goiás State, Brazil, to the creation of the Tocantins State territory and its regional development context from 1990 to 2010. This study is based on the theoretical support of Raffestin on the concept of territorial development. In the first part, some historical elements of the old northern Goiás about the precarious situation of social and economic indicators are recovered, seeking to capture in time and space the creation of the Tocantins State and its integration into the regional and national economy. The second part addresses the regional development issues with the theoretical basis on Douglass North conceptions and completion of the discussion on regional economy using the authors as Christaller, Myrdal, Perroux and Hirschman. Analysis of observation and perception were used as methodology. The estimate of the Regional Development Index (RDI) and the method of regional analysis were used for the quantitative part, permeated by the side data of Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) (Applied Economic Research Institute), Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) (Annual List of social Information), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (Brazilian Institute of Geography and Statistics), and United Nations Development Programme (UNDP). The technique of the Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) (Collective Subject Discourse) was used for qualitative part through questionnaires and interviews with key stakeholders. Estimating the Index of Regional Development (IRD), the result allows us to organize the municipalities according to their degree of dynamism. It is concluded in all analyzed periods that there are great social and economic inequalities among the one hundred thirty-nine municipalities of Tocantins State. However, the amount of stragglers economic base of municipalities is coming moderately reducing. It was found that the major employer is linked to state and local government. Nonetheless, the economy of Tocantins territory has increased its share in employment generation in the sectors of trade, services, manufacturing, construction, and agricultural branch of activity. The employment multiplier for the State of Tocantins increased from 4,76 in 2000 to 5,11 in 2010, i.e., the State has increased its capacity to generate employment in the primary sector to the non-basic sector of the economy. It was found also that the Belém-Brasília highway (BR-153) constitutes a regional development corridor. Nevertheless, there are great disparities and inequalities among the municipalities of Tocantins, considering one hundred and seventeen municipalities below the base maintenance polo; nineteen municipalities have base maintenance polo of specialization, and only three municipalities (Palmas, Gurupi, and Araguaína) present diversification base pole, i.e., they have more diversification and diffusion base.
URI: http://hdl.handle.net/11612/559
Appears in Collections:Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nilton Marques de Oliveira - Tese.pdf3.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.