Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/552
Author: Souza, André Teles de
Advisor: Miotto, Fabrícia Rocha Chaves
Title: Terminação de novilhas em semiconfinamento com grão milho ou sorgo, inteiro ou moído
Keywords: Alto grão;Espessura de gordura;Glicose;Rendimento de carcaça;Pastagem diferida;Carcass yield;Fat thickness;High grain;Postponed pasture
Issue Date: 18-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical - PPGCat
Citation: SOUZA, André Teles de. Terminação de novilhas em semiconfinamento com grão milho ou sorgo, inteiro ou moído.2016. 94f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Tropical) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical, Araguaína, 2016.
Resumo: Com este trabalho objetivou-se avaliar as formas de processamento do milho e sorgo (inteiro ou moído) na suplementação em pastagem de capim mombaça (Panicum maximum) sobre o desempenho produtivo, perfil bioquímico sanguíneo e, características da carcaça e da carne de novilhas cruzadas, Angus x Nelore, terminadas em sistema de semiconfinamento na época seca do ano. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2 x 2, (dois tipo de grão e duas formas de processamento dos grãos) com três repetições (cada repetição representada por um piquete com três novilhas) para as variáveis de desempenho e, nove repetições (cada repetição representada por uma novilha) para as característica da carcaça e da carne e, variáveis sanguíneas. Os concentrados foram formulados com milho ou sorgo, inteiro ou moído e um núcleo protéico-mineral-vitamínico (pellet) (Engordim®) em uma relação grão:pellet de 850:150 g/kg na matéria seca (MS). Foram utilizadas 36 novilhas, com idade média inicial de 13 meses e peso inicial de 277 kg. Os animais foram alimentados durante 77 dias, sendo 14 dias para adaptação e, mais três períodos de 21 dias para coleta de dados. Ao início do período experimental foi fornecido 220 g/kg de concentrado em relação ao peso vivo dos animais, e ajustado de acordo com as sobras. Os animais foram mantidos em piquetes, com disponibilidade média de 5.586 kg de MS/ha no momento da entrada no piquete. Com exceção do escore de condição corporal e luminosidade (L*), não houve interação (P>0,05) do tipo de grão e processamento para as variáveis, consumo, parâmetros sanguíneos e, características da carcaça e da carne. Maior consumo de nutrientes (P<0,05) foi observado para os animais que receberam sorgo no concentrado, com exceção do extrato etéreo (EE), que foi maior (P=0,001) para o milho. Em relação à forma de processamento, animais alimentados com grão na forma inteira tiveram maior consumo (P<0,05) de MS, FDN, CNF e, EE em g/kgPC, porém, essa diferença não promoveu melhor desempenho, com maior ganho médio diário (GMD) (P=0,004), eficiência alimentar (EA) (P=0,022), peso de carcaça quente (PCQ) (P=0,029) e rendimento de carcaça quente (RCQ) (0,010) para os animais que consumiram o grão na forma moída (1,70 contra 1,22 kg/dia), (0,23 contra 0,16 kg/kg), (198,17 contra 180,47 kg) e (52,03 contra 50,57 kg/100kgPC), respectivamente. O processamento do grão proporcionou maior produção por área (P=0,041), com média de 1488,8 kg/há. O escore de musculosidade (EM) e de condição corporal final (ECCf), seguiu o mesmo comportamento do GMD. Não houve influencia dos tratamentos sobre os parâmetros sanguíneos (P>0,05) apesar dos níveis de glicose e fosfatase alcalina estarem acima dos valores considerados normais para espécie bovina. As variáveis quantitativas da carcaça diferiram (P<0,05) em função do processamento dos grãos, sendo observado maior valor para os animais que consumiram concentrado com grão moído, exceto para espessura de gordura subcutânea (EGS) que se mostrou maior (P=0,048) na carcaça dos animais que consumiram grão inteiro. Não houve influência do tipo de grão e processamento (P>0,05) sobre o peso relativo a 100 kg de carcaça fria (CF) para os cortes primários. Os tratamentos não alteraram (P>0,05) as características que expressam desenvolvimento ósseo. Para a composição da carcaça houve influência do tipo de grão (P<0,05) no percentual de osso da carcaça dos animais que consumiram o grão inteiro, refletindo menor relação da porção comestível:osso (PC/O) e músculo:osso (M/O), independentemente da forma de processamento do grão. A luminosidade (L*) e cor avaliada de forma objetiva apresentaram interação significativa (P<0,05), porém as demais características avaliadas na carne não foram afetadas pelos tratamentos. Quando se utiliza concentrados com alta participação de grãos, o milho promove maior desempenho em relação ao sorgo. No entanto, para as características da carne e da carcaça o sorgo pode ser utilizado, pois não há alteração de suas características (P>0,05), exceto para EGS que foi maior quando se utilizou milho no concentrado. Os grãos devem ser fornecidos moídos por proporcionar melhor eficiência alimentar, desempenho e, características da carcaça e da carne.
Abstract: This study aimed to assess two different forms of corn and sorghum (whole or ground) in supplementation in Mombaça grass pasture (Panicum maximum) on productive performance, blood parameters, carcass characteristics and meat of crossbred heifers Angus x Nellore finished in semi-confinement system in the dry season. The experimental design was completely randomized in a factorial arrangement 2 x 2 (two kinds of grain and two different of presentation of the grains) with three repetitions (each repetition represented by a paddocks with three heifers) for performance variables and nine repetitions (each repetition represented by a heifer) for blood variables and carcass and meat characteristics. The concentrates were formulated with corn or sorghum, whole or ground, and protein supplement (pellet) (Engordim®) in a ratio grain:pellet of 850:150 g/kg dry matter (DM). Thirty-six heifers, with average initial age of 13 months and initial weight of 277 kg were used. The animals were fed for 77 days, 14 days for adaptation and three periods of 21 days for data collection. At the beginning of the trial was provided 220 g/kg of concentrate in relation to the live weight of the animals, and adjusted according to the orts, which were kept in paddocks, with average availability of 5586 kg DM/ha at the time of entry animals in the paddock. With the exception of body condition score, and lightness (L *) and color evaluated subjectively, there was no interaction (P> 0.05) of the type of grain and processing for variable consumption, blood parameters and carcass characteristics and meat. Greater nutrient intake (P> 0.05) was observed for animals that received sorghum in the concentrate, with the exception of ether extract (EE), which was higher for corn, explained by nutrient fact be at a higher concentration in the sorghum. Regarding the form of presentation, animals fed grain in the whole form had higher consumption (P> 0.05) of DM, NDF, NFC and EE in g / kgPC, but this difference did not promote better performance with higher average daily gain (ADG) and feed efficiency (EA) for the animals that consumed the corn in the ground form (1.70 vs 1.22 kg/day) and (0.23 vs 0.16 kg/kg), respectively. The muscularity score (MS) and final body condition (ECCF), followed the same behavior of GMD. The muscularity score (MS) and final body condition (ECCF), followed the same GMD behavior. There was no influence of treatments on blood parameters (P> 0.05) despite the glucose and alkaline phosphatase levels are above normal values to bovine species. The quantitative variables differ (P <0.05) in function of the form of presentation of the grains, with higher values for animals fed concentrate with ground grain, except for subcutaneous fat thickness (SFT) which was higher to the animals fed whole grain. There was no influence of the type of grain and processing (P> 0.05) on the relative weight of 100 kg of cold carcass (CC) for primary cuts. The treatments did not affect (P> 0.05) the characteristics that express bone development. For the carcass composition was influence of type of grain (P> 0.05) to the bone percentage in the carcass from animals fed whole grain, reflecting lower ratio of edible portion: bone (EP/B) and muscle:bone (M/B), regardless of the form of presentation. The lightness (L *) and color evaluated subjectively had interaction, but the other characteristics evaluated in meat were not affected by treatments. The corn is indicated for use in concentrate with high participation of grain compared to sorghum, for giving greater weight gain. However, the use of sorghum does not change carcass characteristics and meat, except for the thickness of subcutaneous fat. When using corn or sorghum, they maybe be provided ground for providing better feed efficiency, performance, carcass characteristics and meat.
URI: http://hdl.handle.net/11612/552
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
André Teles de Souza - Dissertação.pdf1.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.