Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/536
Author: Costa, Samara Queiroga Borges Gomes da
Advisor: Osório, Neila Barbosa
Title: A Educação Intergeracional como Tecnologia Social: uma vivência no âmbito da Universidade da Maturidade - UFT
Keywords: Tecnologia Social;Educação Intergeracional;Envelhecimento e inclusão social;Social technology;Intergenerational education;Aging and social inclusion
Issue Date: 21-Dec-2015
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Citation: COSTA, Samara Queiroga Borges Gomes da. A Educação Intergeracional como Tecnologia Social: uma vivência no âmbito da Universidade da Maturidade - UFT.2015. 131f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Educação, Palmas, 2015.
Resumo: A expectativa de vida dos seres humanos vem aumentando na maioria dos países e há a preocupação das sociedades em solucionar desafios associados a este fato. Neste contexto está a escola, que possui a atribuição de formar cidadãos capazes de compreender a diversidade em que estão inseridos na esfera social e a relevância do respeito às diversas gerações, em consonância com as suas especificidades, tendo como base as mudanças sociais e culturais que vão se alterando no decorrer dos anos. Diante disto, questiona-se: como possibilitar a interação entre gerações, em âmbito escolar, visando à inclusão social, durante o processo de aprendizagem até o desenvolvimento das crianças, com internalização do conceito de envelhecimento? Tendo em vista esse questionamento, buscou-se evidenciar, no âmbito da Educação Básica, o papel da Educação Intergeracional como Tecnologia Social e sua função como instrumento no desenvolvimento de ações pedagógicas que integrem gerações e possibilitem o desenvolvimento de sujeitos compromissados com a transformação da sociedade, com base, principalmente, nos teóricos: Pesce (2013), Andery (2012), Santos (2010), Kuhn (2000), Chizzotti (2006), Rezende (1990), Merleau-Ponty (2001); Vygostky (1999), Beauvoir (1976), Groisman (1999), Rego (1995), Strauss e Howe (1992), McCrindle (2009), Lombardia (2008), Debert (2006); Lèvy (1999), Sassaki (1997), Valadão et al (2014), Carvalho (1997), De Paulo (2004). A utilização da Educação Intergeracional como Tecnologia Social, possibilita transformações nas quais as crianças possam compreender que o indivíduo mais velho não possui um papel secundário na sociedade. Ensinar as especificidades das gerações, por meio de atividades intergeracionais desenvolvidas de forma interdisciplinar e transdisciplinar, durante o processo de aprendizagem das crianças, possibilita a estas um desenvolvimento que gera transformação e, formação de indivíduos com a compreensão da heterogeneidade da sociedade em que estão imersos, além de possibilitar a compreensão de que o respeito ao outro pode reduzir os conflitos intergeracionais.
Abstract: Life expectancy is increasing in the majority of countries and there is concern in the societies about solving the challenges associated with this fact. In this context there is the school, which possesses the task of forming citizens capable of understanding both the diversity in which they are involved in the social sphere and the relevance of respecting the different generations, according with their specific characters, based upon the social and cultural changes that arise over the years. This situation brings up the question: how to enable an interaction among generations aimed at social inclusion during the children‟s learning process in which the concept of aging could be internalized? In view of such question, this research seeks to show the role of the intergenerational education as social technology and its functionality as an instrument for the development of pedagogical actions that can integrate generations and enable the development of subjects committed with the transformation of society. This was made based mainly in the following theorists: Pesce (2013), Andery (2012), Santos (2010), Kuhn (2000), Chizzotti (2006), Rezende (1990), Merleau-Ponty (2001); Vygostky (1999), Beauvoir (1976), Groisman (1999), Rego (1995), Strauss e Howe (1992), McCrindle (2009), Lombardia (2008), Debert (2006); Lèvy (1999), Sassaki (1997), Valadão et al (2014), Carvalho (1997) De Paulo (2004). The use of intergenerational education as social technology enables transformations in which the children can understand that older individuals doesn‟t have a secondary role in society. To teach the specific characters of the generations with intergenerational activities developed by means of inter- and transdisciplinarity will enable to the children a kind of development that generates transformation and thus, the formation of individuals who understand the differences of the society in which they are involved and who can therefore respect the others, reducing intergenerational conflicts.
URI: http://hdl.handle.net/11612/536
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Samara Queiroga Borges Gomes da Costa - Dissertação.pdf3.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.