Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/526
Author: Santos, Aline Lopes dos
Advisor: Oliveira, Etiene Fabbrin Pires
Title: Descrição de novos espécimes de folhas fósseis provenientes da Bacia do Abunã, Quaternário, Rondônia, Brasil
Keywords: Paleoflora;Pleistoceno;Calophyllaceae;Chrysobalanaceae;Arquitetura foliar;Paleoflora;Pleistocene;Calophyllaceae;Chrysobalanaceae;Leaf architecture
Issue Date: 15-Aug-2017
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Ecótonos - PPGEE
Citation: SANTOS, Aline Lopes. Descrição de novos espécimes de folhas fósseis provenientes da Bacia do Abunã, Quaternário, Rondônia, Brasil. 2017.56f. Dissertação (Mestrado Biodiversidade, Ecologia e Conservação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade, Ecologia e Conservação, Porto Nacional, 2017.
Resumo: A Bacia Sedimentar do Abunã está localizada junto à calha do Rio Madeira, no estado de Rondônia - Brasil, e caracteriza-se por um relevo plano, resultante de processos de acumulação de sedimentos fluviais ao longo do Quaternário. Dentro desse contexto, há nos últimos anos um aumento de trabalhos publicados, relatando as características paleoambientais e paleoclimáticas dessa região. O presente estudo tem como objetivo descrever a morfologia foliar e realizar o reconhecimento taxonômico de quatro folhas fósseis coletadas no afloramento Estaca 93 (09°16'25.05"S; 64°38'16.87"W), no canteiro de obras da Usina Hidroelétrica de Jirau (UHE). As amostras passaram por preparação curatorial prévia, sendo que foram numeradas e embaladas com filme PVC e colocadas em moldes de parafina. A datação para a camada da qual provém o material aqui analisado, já foi apresentada em trabalhos anteriores, apresentando idade de ±43.500 A.P. Os espécimes foram fotografados e os padrões de venação redesenhados. O reconhecimento taxonômico foi realizado com base na chave de identificação de angiospermas seguindo o detalhamento proposto pelo Manual de Arquitetura Foliar, sendo que também foram comparados com representantes da flora amazônica atual através de consulta a bibliografia específica. A partir da presença de elementos típicos foi possível registrar a ocorrência de duas famílias sendo elas: Chrysobalanaceae, por meio de venação primária pinada e secundária semicraspedódroma, venação oposta e alterna na mesma folha determinando o registro de um novo morfogênero e morfoespécie, aqui temporariamente denominado de Morfotipo 02; Calophyllaceae, com venações secundárias numerosas, paralelas entre si, preenchendo todo o campo foliar, definindo a descrição de uma nova morfoespécie para gênero Calophyllum, aqui temporariamente denominada Calophyllum sp1. A presença dessas famílias indica similaridade com a flora atualmente estabelecida na região, possibilitando ainda a inferência de um paleoclima muito similar ao existente. Deste modo, esta descoberta corrobora aos estudos anteriores que postulam a presença de uma floresta tipicamente tropical já estabelecida desde pelo menos ±43.500 anos, correspondentes ao Pleistoceno Superior.
Abstract: The Sedimentary Basin of Abunã is located near the channel of the Madeira River, in the state of Rondônia - Brazil, and is characterized by a flat relief, resulting from accumulation processes of fluvial sediments along the Quaternary. Within this context, there has been an increase in published works in recent years, reporting the paleoenvironmental and paleoclimatic characteristics of this region. The present study aims to describe the leaf morphology and taxonomic recognition of four fossils leaves collected in the outcrop Stake 93 (09 ° 16'25.05 "S; 64 ° 38'16.87" W) at the construction site of the Hydroelectric Power Plant Jirau (UHE). The samples were submitted to a previous curatorial preparation and were numbered and packed with PVC film and placed in paraffin molds. The date for the layer from which the material analyzed here has been presented, has already been presented in previous works, presenting an age of ± 43,500 A.P. The specimens were photographed and the venation patterns redesigned. The taxonomic recognition was made based on the key of identification of angiosperms following the detail proposed by the Manual of Leaf Architecture, being also that were compared with representatives of the current Amazonian flora through consultation the specific bibliography. From the presence of typical elements it was possible to record the occurrence of two families: Chrysobalanaceae, primary vein of pinnate and secondary semicraspedodromous, opposite venation and alternating in the same leaf, determining the registration of a new morphogen and morphospecies, Temporarily referred to as of Morphotype 02; Calophyllaceae, with numerous secondary venations, parallel to each other, filling the entire foliar field, defining the description of a new morphospecies for the genus Calophyllum, here temporarily termed Calophyllum sp1. The presence of these families indicates similarity with the flora currently established in the region, making possible the inference of a paleoclimate very similar to the existing one. Thus, this finding corroborates previous studies that postulate the presence of a typically tropical forest already established since at least ± 43,500 years, corresponding to the Late Pleistocene.
URI: http://hdl.handle.net/11612/526
Appears in Collections:Mestrado em Biodiversidade, Ecologia e Conservação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aline Lopes dos Santos - Dissertação.pdf5.62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.