Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/496
Author: Pereira, Anna Karla dos Santos
Advisor: Santos, Lucas Samuel Soares dos
Title: Síntese de nanopartículas de prata suportadas em microesferas e filmes de quitosana: estudo da atividade antibacteriana e aplicação na liberação controlada de ibuprofeno
Keywords: Quitosana;Adsorção;Ibuprofeno;Antibacteriano;Chitosan;Adsorption;Ibuprofen;Antibacterial
Issue Date: 28-Apr-2017
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia - PPGB
Citation: PEREIRA, Anna Karla dos Santos. Síntese de nanopartículas de prata suportadas em microesferas e filmes de quitosana: estudo da atividade antibacteriana e aplicação na liberação controlada de ibuprofeno.2017.76f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, Gurupi, 2017.
Resumo: Desde a década de 90 que estudos relacionados com os polímeros quitina e quitosana têm sido estimulados. A presença em maior quantidade de grupos NH2 na quitosana permite sua aplicação como biomaterial eficiente no carreamento de fármacos e na adsorção de cátions metálicos. Neste trabalho foram preparados filmes e microesferas de quitosana para uso em procedimentos de adsorção de íons prata, liberação de fármaco e atividade antibacteriana. O polímero apresentou grau de desacetilação correspondente a 81% e ponto de carga zero em pH~7. As microesferas obtidas apresentaram um diâmetro médio de 2,911 mm e um desvio padrão de 0,325, quando úmidas. O uso da quitosana na forma de microesferas e filmes proporciona um aumento da área superficial, além de facilitar o manuseio do polímero. Os filmes obtidos foram formados com nanopartículas de prata em etapa única. O melhor pH para o estudo de adsorção de íons Ag+ em meio aquoso está na faixa de pH de 5 a 7, o melhor ajuste foi ao modelo de Langmuir, o tempo ótimo para ocorrer adsorção máxima foi de 10 horas e o valor de energia aparente de adsorção (E) de 6,9 kJ/mol, o que a caracteriza adsorção física. O estudo de liberação de ibuprofeno foi realizado em fluido gástrico simulado e fluido intestinal simulado, a maior liberação do fármaco ocorreu no pH neutro dos fluidos intestinais. A liberação transdérmica de fármaco pelos filmes foi realizada apenas em pH=7,4 para simular o tecido sanguíneo e o ápice da liberação de ibuprofeno ocorreu logo no início do contato do material com o fluido simulado. As microesferas e os filmes com nanopartículas de prata demonstram ter atividade contra E. coli e S. aureus.
Abstract: Since the 1990s studies related to chitin and chitosan polymers have been stimulated. The presence of more NH2 groups in chitosan allows its application as an efficient biomaterial without drug loading and adsorption of metallic cations. In this work, chitosan films and microspheres were made for use in silver ion adsorption procedures, drug release and antibacterial activity. The polymer showed a degree of deacetylation corresponding to 81% and zero loading point at pH ~ 7. As obtained microspheres had a mean diameter of 2911 mm and a standard deviation of 0.325, when used. The use of chitosan in the form of microspheres and films provides an increase of the surface area, besides facilitating the handling of the polymer. The films were formed with single step silver nanoparticles. The best pH for the Ag+ ion adsorption study in the aqueous medium is in the pH range of 5 to 7, the best fit for the Langmuir model, the optimal time for the maximum adsorption of 10 hours and the apparent energy value of adsorption (E) of 6,9 kJ / mol, which characterizes it physical adsorption. The study of ibuprofen release was performed in simulated gastric fluid and simulated intestinal fluid, further release of the drug occurs no neutral pH of intestinal fluids. Transdermal delivery of drug by films was performed at pH = 7.4 to simulate blood tissue and the apex of ibuprofen release occurred early in contact with the simulated fluid material. As microspheres and films with silver nanoparticles they demonstrate activity against E. coli and S. aureus.
URI: http://hdl.handle.net/11612/496
Appears in Collections:Mestrado em Biotecnologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anna Karla dos Santos Pereira - Dissertação.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.