Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/345
Author: Oliveira, Carla Cristina Chaves de
Advisor: Evangelista, Danielle Rosa
Title: Análise da indicação da cesariana na pespectiva das puérperas e dos critérios clínicos prescritos para sua realização
Keywords: Cesárea;Saúde da mulher;Registro médico coordenado
Issue Date: 18-Oct-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - PPGCS
Citation: OLIVEIRA, Carla Cristina Chaves de. Análise da indicação da cesariana na pespectiva das puérperas e dos critérios clínicos prescritos para sua realização. 2016. 51f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Palmas, 2016.
Resumo: O parto cesáreo foi concebido no intuito de reduzir riscos e complicações ao binômio mãe/bebe durante a gravidez e o trabalho de parto em situações que o parto varginal for desfavorável. O objetivo do trabalho foi avaliar a indicação da cesariana na perspectiva das puérperas e os critérios clínicos para a realização da mesma. Estudo quantitativo, de corte transversal realizado no Hospital e Maternidade Publica Dona Regina Siqueira Campos, Palmas-TO. A população foi composta por 239 puérperas. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista e de analise documental, através de consultas ao prontuário. As puérperas tinham 26,5±6,53 anos de idade, 98 (43%) delas o ensino médio completo e 112 (46,9%), união estável. Em relação aos dados obstétricos, 88,5% tiverem ate 3 gestações anteriores e 45 delas aborto, apresentavam 38,5± 3,86 semanas de idade gestacional, 238 (99,6%) realizaram pré-natal, sendo 210 (88,2%) delas acompanhadas em rede pública, tinham 9,44±5,24 número de consultas e 33 (35,5%) tiveram como intercorrência na gestação Hipertensão Arterial. Sobre as orientações recebidas no pré-natal sobre o parto, 55% relataram não ter recebido nenhuma orientação, dentre as puérperas que receberam orientações, 31(29%) delas, relataram ter obtidos informações sobre os benefícios do parto normal, 18 (17%) delas, receberam informações sobre a diferença do parto normal para o parto cesáreo, 13 (12%) puérperas sobre os sinais de parto, outras 13 (13%), ainda no pré-natal, recebeu a definição de que seu parto seria cesáreo e para 07 (7%) delas foram explicado quais atividades deveriam ser realizadas para facilitar o parto. Quanto ao registro da indicação da cesariana em prontuário clínico, observou-se que 3 indicações relatadas não estavam de acordo com as evidencias cientificas sobre a indicação da cesariana, sendo elas: não cooperação da mulher, infecção do trato urinário e laqueadura. Em relação as informações recebidas dos motivos que as levaram a se submeter a uma cesariana, 201 das entrevistadas, afirmaram ter recebido explicações e que essas aconteceram em sua maioria (90%) antes do parto, as mais relatadas foram categorizadas nas seguintes indicações: distócia de progressão (34%), hipertensão arterial (21%), desproporção cefalo-pélvica (21%), sofrimento fetal(18%), má posição fetal (12%) e cesárea previa(7%). Sobre a indicação da cesariana relatada pelas puérperas ser condizente com as registradas nos prontuários clínicos, 60 (25%) das entrevistas realizadas não foram possíveis comparar o registro da indicação do prontuário clinico aos relados pelas puerperais, dentre as entrevistas compradas, 139 (58%) delas, a informação obtida estava de acordo com o critério clinico relato, e em 40 (17%) delas, estavam distintas. Portanto ao avaliar a indicação da cesariana na perspectiva das puérperas e os critérios clínicos para a realização da mesma, verificou-se que grande parte das entrevistas a informação obtida estava de acordo com o critério clinico relato, mas em algumas delas estavam distintas, acontecendo as vezes de não estarem adequados nem ao menos ao histórico obstétrico da paciente.
Abstract: The cesarean birth was conceived to reduce risks and complications to the pair mother/baby during pregnancy and birth label on situations in which vaginal birth is unfavorable. The goal of this work was to evaluate the indication of cesarean in the perspective of the puerperae and the clinical criteria to its execution. A quantitative study, of transversal cut realized in the Public Maternity Hospital Dona Regina Siqueira Campos, Palmas-TO. The population was composed of 239 puerperae. The data gathering was executed through surveys and documental analysis, through queries on medical records. The puerperae were 26,5±6,53 years old, 98(43%) had concluded high school education and 112(46,9%), were in stable union with a partner. Regarding the obstetric data, 88,5% had 3 previous gestations and 45 of them abortion, they presented 38,5± 3,86 weeks of gestational age, 238 (99,6%) did prenatal, being 210(88,2%) of them accompanied in public health system, they had 9,44±5,24 medical appointments and 33(35,5%) had arterial hypertension and a gestational intercurrence. Concerning the guidance received on the prenatal on giving birth, 55% states not having received orientation, among the puerperae that received guidance, 31(29%), states having received information on the benefits of normal birth, 18(17%), received information on the difference of normal and cesarean birth, 13 (12%) puerperae were informed about the birth signs, other 13(13%) , still on prenatal, were informed that their births would be cesarean and to 07(7%) received information on what activities should be performed in order to facilitate birth. About the cesarean indication register in medical record, it was observed that 3 indications reported were not on agreement with scientific evidence about cesarean indication, being them: women’s lack of cooperation, urinary tract infection and tubectomy. Regarding information received on the motivation that took them to submit themselves to a cesarean, 201 of the interviewed, states having received explanations and that these happened mostly (90%) before birth, the most related were categorized on the followings indications: progression dystonia (34%), arterial hypertension (21%), cephalon pelvic disproportion (21%), fetal suffering (18%), poor fetal positioning (12%) and previous cesarean (7%). About the cesarean indications reported by the puerperae being consistent with the ones registered on medical records, 60 (25%) of the interviews done were not possible to compare the indication register of the medical record to the reports of the puerperae, among the bought interviews, 139 (58%) the information obtained was in accordance to the clinical criteria report, and on 40 (17%) were distinct. Therefore, as cesarean indication in the puerperae perspective is evaluated and the clinical criteria to its execution, it was verified that a great part of the interviews the obtained information was in accordance to the clinical criteria, however in some of them they were distinct, sometimes not being adequate not even to the obstetric record of the patient.
URI: http://hdl.handle.net/11612/345
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carla Cristina Chaves de Oliveira - Dissertação.pdf932.44 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.