Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/310
Author: Osorio, Pedro Raymundo Argüelles
Advisor: Santos, Prof. Dr. Gil Rodrigues dos
Title: Caracterização morfológica, molecular e controle alternativo da ferrugem da teca (Olivea neotectonae) com óleos essenciais
Keywords: Olivea neotectonae;Tectona grandis;Agente etiológico da ferrugem;Pproteção florestal
Issue Date: 29-Jul-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal - PPGPV
Citation: OSORIO, Pedro Raymundo Argüelles. Caracterização morfológica, molecular e controle alternativo da ferrugem da teca (Olivea neotectonae) com óleos essenciais. 2016.125f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, Gurupi, 2016.
Resumo: A área cultivada com teca (Tectona grandis L. f) tem aumentado no Brasil e também nos últimos anos no estado do Tocantins. Entretanto, as pesquisas relacionadas aos problemas fitossanitários da espécie ainda não foram desenvolvidas, especialmente para o fungo Olivea neotectonae, agente causal da ferrugem da teca, uma das doenças fúngicas de maior importância econômica nesta espécie florestal. Diante deste fato, o trabalho foi desenvolvido com os seguintes objetivos: No capítulo I, foi realizado a caracterização morfológica e molecular de O. neotectonae, agente causal da ferrugem da teca. Para tal, folhas de teca apresentando pústulas amarelas e pulverulentas na face abaxial, característicos da ferrugem da teca, foram coletadas nos municípios de Gurupi e Lagoa da Confusão, no estado do Tocantins. Na observação em microscópio ótico, foram visualizadas e medidas as estruturas fúngicas. Através da microscopia eletrônica de varredura foi possível observar as estruturas do patógeno e o modo de penetração através dos estômatos. A amplificação por PCR da região ITS do rDNA de O. neotectonae utilizando os pares de iniciadores ITS1-ITS4 foi bem sucedida, obtendo um fragmento de 600 pb. O sequenciamento direto do produto do PCR da região ITS de O. neotectonae, sugeriu se tratar de uma espécie pertencente à família Chaconiaceae. Com base nestes resultados e das características morfológicas observadas, foi possível confirmar O. neotectonae como sendo o agente causal da ferrugem da teca. No capítulo II, em razão da ausência de fungicidas registrados para o controle desta doença em plantas de teca e a busca por métodos alternativos de controle de doenças que não sejam prejudiciais ao meio ambiente, objetivou avaliar o efeito dos óleos essenciais de capim-limão (Cymbopogon citratus L.), citronela (Cymbopogon nardus L), mastruz (Chenopodium ambrosioides L.) e noni (Morinda citrifolia L.) na germinação de urediniósporos de O. neotectonae; avaliar o efeito fitotóxico destes óleos essenciais sob as mudas de teca; e avaliar o uso dos óleos essenciais no controle da ferrugem da teca quando aplicados de forma preventiva e curativa. Verificou-se que os óleos essenciais de noni e capim-limão inibiram 100% da germinação dos urediniósporos. Porém, quando aplicados nas mudas em doses mais elevadas, os óleos essenciais de noni e capim-limão causaram fitotoxidez às plantas. Foram identificados os constituintes químicos majoritários no óleo essencial de folhas de capim-limão o geranial (41,46%) e neral (32,43%), no capim-citronela o citronelal (30,07%), no matruz o α–terpinol (41,97%), e no óleo essencial extraído a partir de frutos de noni maduros foi o ácido octanóico (64,03%). O controle preventivo foi mais eficaz no controle da ferrugem do que a aplicação curativa, tanto para o óleo de capim-limão quanto para o noni. Quando se comparou os dois óleos no controle curativo foram encontrados menores valores da área abaixo da curva de progresso da ferrugem quando se utilizou o óleo essencial de capim-limão.
Abstract: The area planted with teak (Tectona grandis L.f) has increased in Brazil and in recent years in the state of Tocantins. However, research related to phytosanitary problems of the species have not yet been developed, especially for the fungus Olivea neotectonae causal agent of rust teak, one of the fungal diseases of major economic importance in this forest species. Given this fact, the work was developed with the following objectives: In Chapter I, the morphological and molecular characterization of O. neotectonae, causal agent of teak rust was conducted. To this end, teak sheets featuring yellow and powdery pustules on the abaxial surface, characteristic of the teak rust were collected in the municipalities of Gurupi and Lagoa da Confusão in the state of Tocantins. In the observation by an optical microscope, they were viewed and measured fungal structures by scanning electron microscopy was observed pathogen structures and the penetration mode through the stomata. PCR amplification of the ITS region of rDNA O. neotectonae using pairs of primers ITS1-ITS4 was successful, obtaining a 600 bp fragment. Direct sequencing of the PCR product from ITS O. neotectonae region, suggested it is a species belonging to the family Chaconiaceae. Based on these results and of morphology observed was confirmed O. neotectonae as the causal agent of teak rust. In Chapter II, due to the absence of fungicides registered for the control of this disease in teak and the search for alternative methods of disease control that are not harmful to the environment, to evaluate the effect of the essential oils of lemongrass (Cymbopogon citratus L.), citronella (Cymbopogon nardus L.), mastruz (Chenopodium ambrosioides L.) and noni (Morinda citrifolia L.) on germination urediniospores O. neotectonae; assess the phytotoxic effect of these essential oils in teak seedlings; and evaluate the use of essential oils in control of the teak rust when applied preventive and curative manner. It was found that essential oils of noni and lemongrass inhibited 100% germination of urediniospores. However, when applied to plants at higher doses, the essential noni and lemongrass oils phytotoxicity caused plants. The majority chemical constituents were identified in the essential oil of lemongrass leaves the geranial (41.46%) and neral (32.43%), the grass citronella citronellal (30.07%) in matruz the α- terpineol (41.97%) and essential oil extracted from mature noni fruit was octanoic acid (64.03%). The preventive control was more effective in controlling the disease than curative application, both for lemongrass oil as for noni. When comparing the two oils in the curative control were found lower values of the Area Under the Rust Progress Curve when using the essential oil of lemongrass.
URI: http://hdl.handle.net/11612/310
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pedro Raymundo Argüelles Osorio - Dissertação.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.