Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/301
Author: Belchior, Diana Cléssia Vieira
Advisor: Martins, Prof. Dra. Mara Guadalupe Freire
Title: Efeito par/ímpar da cadeia alquílica catiônica do cloreto de 1-alquil-3-metilimidazólio, [CnC1im]Cl, na formação de sistemas aquosos bifásicos
Keywords: Comprimento da cadeia alquílica;Líquidos iônicos;Sais;Constante de Setschenow
Issue Date: 12-Jul-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia - PPGB
Citation: BELCHIOR, Diana Cléssia Vieira. Efeito par/ímpar da cadeia alquílica catiônica do cloreto de 1-alquil-3-metilimidazólio, [CnC1im]Cl, na formação de sistemas aquosos bifásicos. 2016.80f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, Gurupi, 2016.
Resumo: Os sistemas aquosos bifásicos (ABS) baseados em líquidos iônicos (LIs) têm vindo a ser considerados plataformas promissoras de extração do tipo líquido-líquido, e em particular quando comparados com os ABS mais convencionais baseados em polímeros. No entanto, antes da sua aplicação, é crucial compreender os principais mecanismos que controlam a sua formação. No presente trabalho realizou-se um estudo intensivo da influência do número de carbonos (efeito par/ímpar) da cadeia lateral alquílica catiônica do cloreto de 1-alquil-3-metilimidazólio ([CnC1im]Cl, n = 2-12) na formação de ABS. Para tal, determinaram-se os diagramas de fase e respectivas linhas de equilíbrio dos sistemas ternários compostos por [CnC1im]Cl, água e sal (K3PO4 ou K2CO3) a 298 K. Posteriormente, determinaram-se os coeficientes de Setschenow para cada sistema, uma medida quantitativa da capacidade de formação das duas fases. A capacidade de autoagregação dos LIs com cadeia alquílica longa (n > 6) foi também estudada com o intuito de perceber qual o seu impacto na formação dos ABS. Os resultados obtidos com os sistemas compostos por K2CO3 parecem indicar duas tendências distintas, revelando um efeito par/ímpar. Com o K3PO4 este comportamento não foi tão evidente, o que pode ser justificado pela facto deste sal ser uma espécie salting-out muito forte, podendo portanto mascarar o efeito subtil da cadeia par/ímpar do LI.
Abstract: Aqueous biphasic systems (ABS) based on ionic liquids (ILs) have been considered as promising liquid-liquid extraction platforms, partcularly when compared with the most typical polymer-based ABS. However, before their application, it is crucial to understand the main mechanisms controling the formation of IL-based ABS. In this study, the influence of the carbon number and odd/even effect of the alkyl side chain length in 1-alkyl-3-methylimidazolium chloride ILs ([CnC1im]Cl, n = 2-12) was comprehensively investigated regarding the formation of IL-based ABS. To this end, the ternary phase diagrams and respective tie-lines of systems composed of [CnC1im]Cl, water and salt (K3PO4 or K2CO3) were determined at 298 K. Furthermore, the Setschenow coefficients, a quantitative measure of the two-phases forming ability, were calculated for each system. The ability of the ILs with long alkyl chain (n> 6) to self-aggregate was also studied in order to understand their impact on the ABS formation. The results obtained reveal two distinct trends for systems composed of ILs, and thus of a odd/even effect reagrding the carbon number in the cation’ alkyl side chain with K2CO3. However, this behavior was not observed in systems formed by K3PO4, maybe du to its strong salting-out capacity which can mask this effect.
URI: http://hdl.handle.net/11612/301
Appears in Collections:Mestrado em Biotecnologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diana Cléssia Vieira Belchior - Dissertação.pdf3.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.