Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2888
Authors: Moraes, Marco Aurélio Faccio
metadata.dc.contributor.advisor: Izquierdo, Orieta Soto
Title: Estudo comparativo de custos entre três tipos de lajes (maciça, vigota treliçada e nervurada com cubetas plásticas) da nova reitoria da Universidade Federal do Tocantins (UFT)
Keywords: Comparativo de custos;Lajes;Pprojetos estruturais;Orçamentação
Issue Date: 2020
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: MORAES, Marco Aurélio Faccio. Estudo comparativo de custos entre três tipos de lajes (maciça, vigota treliçada e nervurada com cubetas plásticas) da nova reitoria da Universidade Federal do Tocantins (UFT). 96f. Monografia (Graduação)- Engenharia Civil, Universidade Federal do Tocantins, Palmas, 2020.
metadata.dc.description.resumo: As lajes, que quase sempre são os elementos com maior volume e área de qualquer edificação, têm um grande impacto no custo final de uma estrutura. Esse trabalho é um estudo comparativo de custos entre três tipos de lajes (maciça, vigota treliçada e nervurada com cubetas plásticas) usando como referência arquitetônica a nova Reitoria da Universidade Federal do Tocantins (UFT). O trabalho avaliou os impactos no consumo de aço, forma e concreto nos custos finais de uma edificação de cinco pavimentos ao se trocar os tipos de lajes. Os projetos estruturais foram desenvolvidos com o software Eberick e a orçamentação se baseou nas tabelas do SINAPI e ORSE. Os projetos foram lançados segundo o projeto arquitetonico da Reitoria da UFT disponibilizados pela Prefeitura Universitária da UFT e pré dimensionados baseando-se nos gráficos e tabelas de Rebello (2000). Para a realização da orçamentação foram considerados tanto o preço dos insumos quanto o serviço necessários para realiza-los. Dentre os três tipos de lajes estudadas, a laje em vigota treliçada foi a mais barata pois permitiu a maior redução de materiais e quando comparada à mais cara apresentou uma economia de 15,63%, seguido da laje maciça com uma redução de 9,88% do valor total da mais cara e por fim a laje nervurada com cubetas plásticas, que obteve o maior valor, apresentando o maior consumo de insumos para as lajes, pilares e sapatas, resultando assim em um custo de R$1.758.461,73.
Abstract: The slabs, which are almost always the elements with the largest volume and area of any building, have a great impact on the final cost of a structure. This work is a comparative study of costs between three types of slabs (massive, latticed joist and ribbed with plastic buckets) using the new Rectory of the Federal University of Tocantins (UFT) as an architectural reference. The work evaluated the impacts on the consumption of steel, form and concrete on the final costs of a five-story building when changing the types of slabs. The projects were developed with the Eberick software and the budget was based on the tables of SINAPI and ORSE. The projects were launched according to the architectural design of the Rectory of UFT made available by the UFT City Hall and pre-dimensioned based on the graphs and tables of Rebello (2000). In order to carry out the budget, both the price of the inputs and the service performed to carry them out were considered. Among the three types of slabs studied, the lattice slab was the cheapest because the greatest reduction in materials and when compared to the most expensive presented savings of 15.63%, followed by the massive slab with a reduction of 9.88% of the total value of the most expensive and finally the ribbed slab with plastic buckets, which obtained the highest value, presenting the highest consumption of inputs for the slabs, pillars and Shallow foundation, resulting in a cost of R$ 1,758,461.73.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2888
Appears in Collections:Engenharia Civil



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.