Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2869
Authors: Aguiar, Sabrina Matos de
metadata.dc.contributor.advisor: Beraldo, Keile Aparecida
Title: Contribuições da economia comportamental para entender os efeitos das mudanças na previdência social brasileira 2019
Keywords: Economia Comportamental;Previdência Social;Vieses;Heurísticas;Nudge
Issue Date: 2020
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: AGUIAR, Sabrina Matos de. Contribuições da economia comportamental para entender os efeitos das mudanças na previdência social brasileira 2019. 44f. Monografia (Graduação)- Ciências Econômicas, Universidade Federal do Tocantins, Palmas, 2020.
metadata.dc.description.resumo: A Seguridade Social é financiada por contribuições sociais previstas na Constituição Federal, seu principal objetivo é garantir os direitos de previdência, saúde e assistência social de todos os cidadãos brasileiros. Porém a previdência social se tornou insustentável financeiramente, pois vem apresentando sucessíveis déficits orçamentários. Assim, em 2019 o governo de Jair Bolsonaro, propôs e aprovou uma nova reforma da Previdência brasileira, na qual sugere uma nova fórmula para o cálculo do valor da aposentadoria. Isto posto, este trabalho busca compreender as mudanças no comportamento dos indivíduos perante a reforma previdenciária por meio das abordagens da Economia Comportamental. Para atender a tal objetivo a presente pesquisa pauta-se na abordagem qualiquantitativa com uso de técnicas de investigação, de caráter exploratório e analítico, amparado em fontes históricas, sociológicas, econômica e políticas que, vem se ressignificando no percurso histórico de quase 200 anos de Previdência social no Brasil. Entende-se que o planejamento financeiro para a aposentadoria não é uma prática comum da população brasileira, mesmo tendo noção da sua importância. Apesar de assustados com a chegada do momento da aposentadoria e as suas consequências, ainda não adquiriram o hábito de poupar. Os principais resultados deste trabalho mostram que o uso da economia comportamental nas políticas públicas é válido, já que tem como intuito direcionar os indivíduos com dificuldades para tomar decisões de longo prazo, mostrando assim quais os caminhos podem seguir para garantir sua renda futura. Nesse caso a ferramenta indicada para contornar essa situação está no uso do nudges pelas políticas públicas, por serem de baixo custo e sem prejuízos para quem aderir.
Abstract: Social benefit is financed by social contributions provided for in the Federal Constitution, its main objective is to guarantee the social security, health and social assistance rights of all Brazilian citizens. However, social security has become financially unsustainable, as it has been showing successible budget deficits. In 2019 the government of Jair Bolsonaro proposed and approved a new reform of the Brazilian Social Security, in which it proposed a new calculation formula the amount of retirement. This work seeks to understand the changes in the behavior of individuals in the face of social security reform through Behavioral Economy approaches. In order to meet this objective, this research is based on a qualiquantitative approach using exploratory and analytical techniques, based on historical, sociological, economic and political sources that have been resignifying themselves in the historical course of almost 200 years of Social Security in Brazil. It is understood that financial planning for retirement is not a common practice of the Brazilian population, even with a notion of its importance. Although scared by the arrival of retirement and its consequences, they have not yet acquired the habit of saving. And, to conclude this work we understand that the use of behavioral economics in public policies is valid, since it aims to direct people with difficulties to make long-term decisions, thus showing which paths they can follow to guarantee their income in the future. In this case, the indicated tool to get around this situation is in the use of nudges by public policies, because they are low cost and without harm to those who adhere.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2869
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sabrina Matos de Aguiar-TCC.pdf445.96 kBAdobe PDFView/Open
Sabrina Matos de Aguiar- ATA.pdf374.17 kBAdobe PDFView/Open
Sabrina Matos de Aguiar- Termo de Publicização.pdf456.78 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.