Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2833
Authors: Nascimento, Taluany Silva do
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Etiene Fabbrin Pires
Title: Novos registros de angiospermas pleistocênicas para formação Rio Madeira, bacia do Abunã, Rondônia, Brasil
Keywords: Paleoflora; Região amazônica; Moraceae; Myrtaceae; Quaternário; Paleoflora; Amazon region; Moraceae; Myrtaceae; Quaternary
Issue Date: 28-Apr-2021
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Ecótonos - PPGEE
Citation: NASCIMENTO, Taluany Silva do. Novos registros de angiospermas pleistocênicas para formação Rio Madeira, bacia do Abunã, Rondônia, Brasil. 2021.61f. Dissertação (Mestrado Biodiversidade, Ecologia e Conservação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade, Ecologia e Conservação, Porto Nacional, 2018.
metadata.dc.description.resumo: A paleobotânica é uma ciência multidisciplinar na qual a botânica e a geologia se interligam no estudo das plantas fósseis, visando a reconstrução dos fitofósseis isolados e/ou fragmentados e a compreensão da relação das plantas fósseis com as plantas atuais, bem como sua trajetória evolutiva. Devido a abundância de folhas fósseis nas assembleias fossilíferas foram desenvolvidas metodologias de classificação taxonômica com base na arquitetura foliar, sendo esses caracteres amplamente utilizados para o estabelecimento de inferências paleoambientais baseadas na relação das características da fisionomia foliar com as variáveis ambientais. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho é definir o padrão de arquitetura foliar de folhas fósseis de angiospermas provenientes do Pleistoceno Superior da Bacia Sedimentar do Abunã, estabelecendo suas afinidades sistemáticas e taxonômicas, e assim contribuir para a caracterização da paleobiodiversidade da área de estudo ao longo do Pleistoceno Superior. Os materiais de estudo são provenientes da área de abrangência da Usina Hidrelétrica de Jirau, localizada no Estado de Rondônia, coletados no Afloramento Estaca 93, Formação Rio Madeira, Bacia Sedimentar do Abunã. As folhas foram analisadas em estereomicroscópio, com auxílio de paquímetro para as mensurações. Para documentação gráfica, foram obtidas macrofotografias com câmera digital e microfotografias em estereomicroscópio. As fotografias foram redesenhadas (line drawing) com o intuito de detalhar o padrão de venação até a ordem preservada. A descrição da arquitetura foliar seguiu as terminologias propostas no Manual de Arquitetura Foliar, e a fim de se realizar a identificação até o nível taxonômico possível, os materiais foram comparados com espécimes já descritos na literatura paleobotânica e em inventários botânicos atuais. Os resultados apresentam a descrição e afinidade botânica de sete espécimes foliares de angiospermas, sendo três desses espécimes incluídos apenas como pertencentes às Eudicotiledôneas, dois com afinidades a família Moraceae e dois a família Myrtaceae. A distribuição atual e a tolerância ambiental dessas famílias demonstram que ambas estão mais relacionadas a regiões de clima tropical úmido, o que vem a ser confirmado com base nos detalhes morfológicos preservados. Portanto, nossos dados corroboram com outros trabalhos realizados com a paleoflora do contexto Amazônia, que inferem a presença de uma floresta tropical e um clima semelhante ao atual no Pleistoceno Superior.
Abstract: Paleobotany is an interdisciplinary science in which botany and geology are interconnected in the study of fossil plants, aiming at the reconstruction of isolated and / or fragmented phytofossils and the knowledge about the relationship between fossil and current plants, as well as their evolutionary trajectory. Due to the abundance of fossil leaves in a fossil assemblage, taxonomic classification methodologies were developed based on leaf architecture, and these characters are widely used to establish paleoenvironmental inferences based on the relationship of leaf physiognomy characteristics with environmental variables. Thus, the objective of the present work is to define the leaf architecture pattern of fossil angiosperm leaves from the Upper Pleistocene of the Abunã Basin, establishing its systematic and taxonomic affinities, and thus contribute to the characterization of the paleobiodiversity of the study area the along the Upper Pleistocene. The materials come from the area covered by the Jirau DAM, Rondônia State, collected at the Estaca 93 Outcrop, Rio Madeira Formation, Abunã Basin. The leaves were analyzed in a stereomicroscope with the aid of a caliper for measurements. For graphic documentation, macrophotographs with digital camera and stereomicroscope microphotographs were obtained. The photographs were redrawn (line drawing) to detail the venation pattern to the preserved order. The description of leaf architecture followed the terminologies proposed in the Manual of Leaf Architecture, and to carry out the identification to the possible taxonomic level. The materials were compared with specimens already described in paleobotanical literature and in current botanical inventories. The results show the description and botanical affinity of seven leaf specimens of angiosperms, which three of these specimens included only as belonging to the Eudicotyledons, two with affinities to the Moraceae family and two to the Myrtaceae family. The current distribution and the environmental tolerance of these families demonstrate that both are more related to regions of a humid tropical climate, which has been confirmed based on the preserved morphological details. Therefore, our data corroborate with other studies carried out with paleoflora from the Amazon context, which infer the presence of a tropical forest and a climate like the current one in the Upper Pleistocene.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2833
Appears in Collections:Mestrado em Biodiversidade, Ecologia e Conservação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Taluany Silva do Nascimento - Dissertação.pdf2.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.