Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/283
Author: Marques, José Aldimiro Vieira
Advisor: Figueroa, Fernan Enrique Vergara
Title: Análise de custos operacionais para tratamento de água em função da degradação ambiental: o caso da ETA-006 da Companhia de Saneamento do Tocantins – Odebrecht Ambiental - Saneatins - Palmas-TO
Keywords: Custos operacionais;Tratamento de água;Ribeirão Taquarussu;Odebrecht Ambiental/SANEATINS
Issue Date: 24-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental - PPGEA
Citation: MARQUES, José Aldimiro Vieira. Análise de custos operacionais para tratamento de água em função da degradação ambiental: o caso da ETA-006 da Companhia de Saneamento do Tocantins – Odebrecht Ambiental - Saneatins - Palmas-TO. 2016. 200f. Dissertação (Mestrado Profissional em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental, Palmas, 2016.
Resumo: Este trabalho teve como objetivo a análise dos custos operacionais para tratamento de água em função da degradação de mananciais. Foram selecionadas as variáveis custos com energia, turbidez, custos com sulfato de alumínio e cal hidratada, custos com cloro e flúor, custo final e custos com pessoal, volume aduzido e volume produzido, para demonstrar o quão a qualidade do manancial Ribeirão Taquarussu, quanto a turbidez, influência nos custos operacionais. Para definir os resultados, fez-se uso de ferramentas matemáticas e estatísticas, concluindo-se que os custos e consumos da cal hidratada e do sulfato de alumínio, justifica-se, pelo acréscimo de 105,44% do volume aduzido entre o ano 2010 a 2015 e não pela flutuação da turbidez média. A correlação de Pearson somente indica que a turbidez média, tem maior influência para a cal hidratada nos anos de 2013 e 2014 e com sulfato de alumínio, nos anos 2010, 2012, 2013 e 2014 com a turbidez média e para turbidez máxima no ano de 2015, todas classificadas como forte positiva, sem correlação com a turbidez mínima. A Anova define que a turbidez não influencia nos custos operacionais. Quanto aos custos para etapa produção de água tratada, considera-se 2015 o ano com melhor custo benefício com maior volume produzido (VP) de 19.314.233,00 m³ e tempo de funcionamento anual de (TFA) de 6.670,46 h, detentor do custo máximo mensal de R$ 0,30/m³ e custos máximo anual de R$ 0,25/m³. O valor final de produção de água tratada é maior que o custo para a etapa de clarificação. Porém a etapa de produção de água tratada demonstra mais eficiência, com a menor oscilação entre os custos anual e que os custos com produtos químicos corresponde a 12% dos custos totais da operação. Finalmente, pode se concluir que, as análises das cinco estações amostrais, realizadas em 2014 e 2015, referenda que a turbidez da bacia do Ribeirão Taquarussu é baixa, com poucas oscilações no período de estudo, não influenciando na operacionalização da ETA 6.
Abstract: This study aimed to analyze the operating costs for water treatment due to the degradation of water springs. Variables were selected like costs with energy, turbidity, costs with aluminum sulfate and hydrated lime, costs with chlorine and fluorine, final costs and personnel costs, adducted and produced volume, in order to demonstrate how the quality of Ribeirão Taquarussu Spring, while turbidity, influence on operating costs. To define the results, mathematical and statistical tools were used, concluding that the costs and consumption of hydrated lime and aluminum sulfate are justified by 105.44% increase in the adducted volume between the years of 2010 and 2015 and not by the average turbidity fluctuation. Pearson´s correlation only indicates that the average turbidity, has greater influence for the hydrated lime in the years 2013 and 2014 and with aluminum sulfate, in the years 2010, 2012, 2013 and 2014 with the average turbidity and for maximum turbidity in the year 2015, all rated as strong positive, uncorrelated with minimal turbidity. Anova defines that turbidity does not influence operating costs. In relation to costs for the treated water production stage, 2015 is considered the year with more cost benefit and higher production volume (PV) of 19,314,233.00 m³ and annual operating time (TFA) of 6,670.46 h holding the maximum monthly cost of $ 0.30/m³ and maximum annual cost of $ 0.25/m³. The final value of the treated water production is higher than the cost for the clarification phase. However, the treated water production phase shows more efficiency with less oscillation between the annual costs and that the cost of chemicals is 12 % of the total cost of operation. Finally, it can be concluded that the analysis of five sampling stations, carried out in 2014 and 2015 render that the Taquarussu Ribeirão basin turbidity is low, with few fluctuations in the study period, not influencing ETA 6 operations.
URI: http://hdl.handle.net/11612/283
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
José Aldimiro Vieira Marques - Dissertação.pdf5.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.