Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/279
Author: Denicoli, Emerson Subtil
Advisor: Medeiros, Ana Lúcia de
Title: Gestão participativa: um estudo sobre a participação dos técnico-administrativos nos processos de gestão da Universidade Federal do Tocantins
Keywords: Universidade;Gestão;Participação;Carreira
Issue Date: 18-Aug-2016
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas - Gespol
Citation: DENICOLI, Emerson Subtil. Gestão participativa: um estudo sobre a participação dos técnico-administrativos nos processos de gestão da Universidade Federal do Tocantins. 2016. 247f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas, Palmas, 2016.
Resumo: O modelo tradicional de gestão das universidades não se harmoniza mais com a dinâmica do mundo contemporâneo. As mudanças sociais e culturais exigem novas formas de gestão, com maior flexibilidade organizacional e sistemas decisórios mais participativos e orgânicos, como forma de assegurar o reconhecimento social. O Plano de Carreira dos Cargos Técnico-administrativos em Educação gerou novas perspectivas ao tempo em que desafia o servidor a percorrer estágios de formação de maior complexidade. Esse aspecto deve levar a gestão institucional, especialmente a área de gestão de pessoas, a repensar seus mecanismos de interface com esse novo perfil de servidor. O objetivo deste trabalho é compreender os aspectos do modelo de gestão da UFT que induzem ou inibem a participação dos servidores técnico-administrativos nos processos de gestão levantar a percepção que os técnico-administrativos têm de sua participação nos processos de gestão da Universidade. Para tanto, realizou-se um estudo de caso da Universidade por meio da pesquisa bibliográfica, documental, coleta de dados através de questionário e a observação participante colaboraram para a compreensão mais ampla sobre o objeto da pesquisa. O atual modelo de gestão, preponderantemente burocrático, traz em si uma desatenção com os aspectos relativos à participação levando muitas vezes à perda da identificação do servidor com o trabalho, com resultados extremamente danosos à instituição, obstando a maximização do esforço coletivo que acaba por inibir o comprometimento dos técnico-administrativos com os compromissos e responsabilidades sociais da Universidade. O que está posto está aquém do que pode vir a existir, atitudes que abram caminho ao acolhimento, às emoções, aos sentimentos, ao entusiasmo e até mesmo à indignação e ao conflito de ideias devem ser estimulados. O atual modelo organizacional induz à monopolização de talentos pelos setores, impedindo uma visão sistêmica, inibindo a identificação plena do servidor com a organização, restringindo a percepção de si e a consciência de seu papel operacional e intelectual no cumprimento da missão social da universidade. É necessário reduzir o tempo de automação do técnico e estimular sua criatividade para despertar entusiasmo, iniciativa e envolvimento, tornando o trabalho enriquecedor e uma potencial fonte de bem-estar abrindo caminho para avanços de toda ordem que os processos de gestão atuais estão conseguindo fomentar
Abstract: The traditional model of university management does not agree anymore with the dynamics of the contemporary world. Social and cultural changes require new forms of management, with greater organizational flexibility and more participatory decision-making and organic systems as a way to ensure social recognition. The Career Plan of Technical-Administrative Position in Education generated new perspectives as it challenges the public official to complete traineeships of greater complexity. This aspect should lead institutional management, especially the people management area, to rethink their interface mechanisms to this new public official profile. The objective of this work is to understand the aspects of the UFT management model that induce or inhibit the participation of the technical-administrative staff in management processes and to raise the perception that technical-administrators have of their participation in the University management processes. Therefore, a case study of the University was carried out through literature and documental research, data collection through a questionnaire and participant observation to aim to a broader understanding of the research object. The current management model, mainly bureaucratic, carries an inattention to the aspects relating to participation often leading to a loss of identification of the public official with his work, with extremely damaging results to the institution, hampering the maximization of collective effort which ultimately inhibits the commitment of technical-administrators with the commitments and social responsibility of the University. This on-going situation can be aggravated in future times, so attitudes that lead to reception, emotions, feelings, enthusiasm and even to anger and conflict of ideas should be encouraged. The current organizational model leads to monopolization of talent across sectors, preventing a systemic view, inhibiting the full identification of the public official to the organization, restricting the perception of self and awareness of its operational and intellectual role in the fulfilment of the social mission of the university. It is necessary to reduce the technical automation of time and stimulate its creativity to awaken enthusiasm, initiative and involvement, making the work a reward and a potential source of welfare paving the way for progress of every order that current management processes are successfully encouraging.
URI: http://hdl.handle.net/11612/279
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Emerson Subtil Denicoli - Dissertação.pdf2.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.