Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2783
Authors: Ferreira, Marcela Sousa
metadata.dc.contributor.advisor: Freire, José Carlos da Silveira
Title: Educação prisional como ressocialização do indivíduo: limites e possibilidades.
Keywords: Educação Prisional;Ressocialização;Indivíduo;Sociedade
Issue Date: 2020
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: FERREIRA, Marcela Sousa. Educação prisional como ressocialização do indivíduo: limites e possibilidades.21f. Monografia (Graduação) .Pedagogia, Universidade Federal do Tocantins, Palmas, 2020.
metadata.dc.description.resumo: O trabalho problematiza o conceito de educação prisional como ressocialização do indivíduo. Pretende-se averiguar os limites e possibilidades da educação prisional como ressocialização do indivíduo tendo como horizonte de emancipação humana. O objetivo geral consistiu em problematizar a educação prisional como dispositivo de ressocialização do indivíduo. Têm-se como objetivos específicos: descrever os fundamentos sociohistóricos da educação prisional; discutir os conceitos de “educação” e “socialização”, e suas implicações para a promoção da educação prisional; identificar e descrever os limites e possibilidades da educação prisional como ressocialização do indivíduo apenado. Trata-se de um estudo de natureza teórico-conceitual com base na pesquisa bibliográfica do tema, e a partir do qual se chegou à conclusão que a educação prisional apresenta mais limites do que possibilidades para a ressocialização do indivíduo. As atividades de educação como ressocialização, levadas a efeito no sistema prisional, tem pouco alcance para a emancipação do apenado, pois se restringem apenas a processos de instrução escolar sem um projeto claro de integração dos apenados ao sistema socioeconômico e cultural das comunidades em que deverão inserir-se.
Abstract: The work problematizes the concept of prison education as resocialization of the individual. It is intended to investigate the limits and possibilities of prison education as the re-socialization of the individual having as a horizon of human emancipation. O general objective was to problematize prison education as a device for resocialization of the individual. The specific objectives are: to describe the sociohistorical foundations of prison education; discuss the concepts of "education" and “socialization”, and its implications for the promotion of prison education; identify and describe the limits and possibilities of prison education as a resocialization of the convicted individual. This is a theoretical-conceptual study based on bibliographical research on the subject, and from which it was concluded that education prison presents more limits than possibilities for the resocialization of the individual. Education activities such as re-socialization carried out in the system prison, has little scope for the emancipation of the convict, as they are restricted to to school instruction processes without a clear project for the integration of inmates to the socioeconomic and cultural system of the communities in which they will be inserted.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2783
Appears in Collections:Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcela Sousa Ferreira- TCC.pdf446.25 kBAdobe PDFView/Open
Marcela Sousa Ferreira- Termo Publicização.pdf118 kBAdobe PDFView/Open
Marcela Sousa Ferreira-ATA.pdf210.52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.