Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2776
Authors: Barbosa, Felipe da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Alexandrino, Emerson
Title: Estratégia de aplicação de fertilizantes nitrogenados e potássicos em pastagens
Keywords: Fertilization.;Mombaça grass.;Installment.;Momento of fertilization.;Capim-Mombaça.;Parcelamento.;Momento da Adubação.
Issue Date: 7-Jun-2021
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: BARBOSA, Felipe da Silva. Estratégia de aplicação de fertilizantes nitrogenados e potássicos em pastagens. 39 f. Monografia (Graduação) - Zootecnia, Universidade Federal do Norte do Tocantins, Araguaína, 2020.
metadata.dc.description.resumo: Esse trabalho teve o objetivo de definir uma estratégia de adubação nitrogenada e potássica que permita melhor aproveitamento do nitrogênio e potássio fornecido via adubação mineral gerando maior produtividade do capim-Mombaça. Para isso foi desenvolvido um experimento simulando pastejo intermitente em capim-Mombaça em delineamento fatorial 3 x 4. O primeiro fator foi composto pelo número de parcelamentos da adubação nitrogenada e potássica (2, 3 ou 6 vezes) e o segundo fator considerou o momento da aplicação dos fertilizantes (0, 5, 10 e 15 dias após o corte das forragens. O parcelamento da adubação nitrogenada e potássica e o momento da aplicação dos fertilizantes não influenciou o perfilhamento do capim-Mombaça. No entanto, a aplicação no décimo quinto dia após o corte restringiu a produção de massa seca total do pasto. O capim-Mombaça teve índices de produtividade adequados a intensificação dos sistemas de produção pastoris e apresentou boa qualidade estrutural com predominância da produção de folhas. Levando-se em conta a operacionalidade da distribuição dos fertilizantes a estratégia mais adequado foi o parcelamento da dose anual de 150 Kg ha-1 de N e K2O em duas parcelas iguais aplicadas até o décimo dia após o corte ou pastejo da forragem. Produções semelhantes a obtidas nesse estudo podem ser obtidas com manejo da altura do pasto com 65 cm no pré-pastejo e 30 cm no resíduo.
Abstract: This work aimed to define a nitrogen and potassium fertilization strategy that allows better use of nitrogen and potassium supplied via mineral fertilization, generating greater productivity of Mombaça grass. For this, an experiment was developed simulating intermittent grazing in Mombaça grass in a 3 x 4 factorial design. The first factor was composed of the number of installments of nitrogen and potassium fertilization (2, 3 or 6 times) and the second factor considered the moment of application of fertilizers (0, 5, 10 and 15 days after cutting the forage. The division of nitrogen and potassium fertilization and the timing of application of the fertilizers did not influence the tillering of Mombaça grass. However, the application on the fifteenth day after cutting, it restricted the production of total dry mass of the pasture. The Mombaça grass had adequate productivity indexes for the intensification of pastoral production systems and presented good structural quality, with predominance of leaf production. of fertilizers, the most appropriate strategy was to split the annual dose of 150 kg ha-1 of N and K2O into two equal plots applied until the tenth d went after cutting or grazing the forage. Yields similar to those obtained in this study can be obtained by managing the height of the pasture with 65 cm in pre-grazing and 30 cm in the residue.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2776
Appears in Collections:Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Felipe da Silva Barbosa - TCC Monografia - Zootecnia.pdf552.46 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.