Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2569
Authors: Menezes, Kellen Cristiny Araújo
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Ana Cristina Serafim da
Title: A violência sexual contra crianças e adolescentes em Paraíso do Tocantins
Keywords: Infância e adolescência;Abuso sexual;Rede de proteção;Violência contra crianças e adolescentes
Issue Date: 7-Apr-2021
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: MENEZES, kellen Cristiny Araújo. A violência sexual contra crianças e adolescentes em Paraíso do Tocantins. 2020. 41 f. Monografia (Graduação) - Curso de Psicologia, Campus Universitário de Miracema, UFT, 2020.
metadata.dc.description.resumo: O presente artigo tem como objetivo geral caracterizar a violência sexual a partir dos dados da rede de proteção e defesa dos direitos da criança e adolescente do município de Paraíso do Tocantins. Adota-se a teoria sócio histórica. Com relação ao percurso metodológico, este artigo segue uma abordagem de caráter qualitativo, utilizando-se de fichas de caracterização de dados que foram preenchidas de acordo com as informações contidas em relatórios de cada instituição. Para análise dos dados utilizou-se Análise descritiva e software Iramuteq. Dentre os principais resultados, no que se refere as características da violência sexual as vítimas são do sexo feminino, com prevalência de idade dos 13 aos 17 anos, sendo padrasto, pai e/ou avô os agressores que mais apareceram. Com relação aos encaminhamentos e articulação da rede, observa-se que os órgãos que mais apareceram como responsáveis foram Conselho Tutelar, CREAS e delegacia, sinalizando certo desconhecimento sobre como deve funcionar a rede no município. No que tange ao suporte organizacional, identificou-se que os atores sociais não veem como suficiente, uma vez que, pela ausência de recursos, não conseguem responder de forma satisfatória as demandas que aparecem.
Abstract: This article aims to characterize sexual violence based on data from the network for the protection and defense of the rights of children and adolescents in the city of Paraíso do Tocantins. Socio-historical theory is adopted. With regard to the methodological path, this article follows a qualitative approach, using data characterization sheets that were filled in according to the information contained in each institution's reports. For data analysis, descriptive analysis and Iramuteq software were used. Among the main results, with regard to the characteristics of sexual violence, the victims are female, with a prevalence of age from 13 to 17 years old, being the stepfather, father and / or grandfather the aggressors who most appeared. Regarding the referrals and articulation of the network, it is observed that the bodies that most appeared as responsible were the Guardianship Council, CREAS and police station, signaling a certain lack of knowledge about how the network should work in the municipality. With regard to organizational support, it was identified that the social actors do not see it as sufficient, since, due to the lack of resources, they are unable to satisfactorily respond to the demands that appear.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2569
Appears in Collections:Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Kellen Cristiny Araújo Menezes - Monografia.pdf995.41 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.