Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/2294
Authors: Maranhão, Rossellini de Sousa
metadata.dc.contributor.advisor: Souza, Alessandra Araújo de
Title: Nível de atividade física aeróbica de hipertensos e diabéticos praticantes de exercício em academia da melhor idade (AMI) da cidade de Tocantinópolis - TO.
Keywords: Diabetes;Hipertensão Arterial;Atividade Física;Hipertensos Diabetes;Hypertension;Physical Activity;Hypertensive
Issue Date: 11-Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Citation: Maranhão, Rossellini Sousa. Nível de atividade física aeróbica de hipertensos e diabéticos praticantes de exercício em academia da melhor idade (AMI) da cidade de Tocantinópolis - TO. 2020. 19 f. Artigo (Graduação) Fundação Universidade Federal do Tocantins, Curso de Educação Física - Campus Universitário de Tocantinópolis TO.
metadata.dc.description.resumo: Introdução: adultos entre 18 e 64 anos de idade devem praticar no mínimo 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada semanalmente. Entretanto, idosos tendem a não acumular os minutos de atividade física considerados adequados durante a semana. Objetivo: analisar o nível de atividade física dos hipertensos e diabéticos que realizam exercício diariamente em um local público da cidade de Tocantinópolis-TO. Métodos: estudo observacional e descritivo. Um grupo de praticantes de exercício com diabetes tipo II e hipertensos foram acompanhados durante três meses de prática de atividade física. Participaram 10 voluntários hipertensos e diabéticos, sendo 5 do sexo feminino e com idade entre 40 e 60 anos. O nível de atividade física foi medido por meio de questionário IPAQ-versão curta. Utilizou-se média e desvio-padrão para representar os dados. Resultados: a amostra foi considerada fisicamente ativa, porém, com o comportamento sedentário sendo maior durante o final de semana. Conclusão: os dados do presente estudo demonstraram que hipertensos e diabéticos que praticam atividade física em espaço público são fisicamente ativos, mas o comportamento sedentário é maior no final de semana.
Abstract: Introduction: adults between 18 and 64 years of age must practice at least 150 minutes of moderate intensity aerobic physical activity weekly. However, the elderly tend not to accumulate the minutes of physical activity considered adequate during the week. Objective: to know the level of physical activity of hypertensive and diabetic people who exercise daily in a public place in the city of Tocantinópolis-TO, in addition to checking if the level of physical activity is a predictor of anthropometric variables and blood glucose. Methods: observational and longitudinal study A group of exercise practitioners with type II diabetes and hypertension were followed for three months of physical activity. Ten hypertensive and diabetic volunteers participated, five of whom were female and aged between 40 and 60 years. The level of physical activity was measured using the IPAQ-short version questionnaire. Mean and standard deviation and linear regression analysis were used. Results: the sample was considered physically active, and the level of physical activity was a predictor of hip circumference, but not of blood glucose, body mass index, and waist circumference. Conclusion: the data from the present study demonstrated that hypertensive and diabetic individuals who practice physical activity in public spaces are physically active.
URI: http://hdl.handle.net/11612/2294
Appears in Collections:Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rossellini Sousa - TCC Educação Física.pdf816.85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.