Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/225
Author: Cardoso, Bárbara Françoise
Advisor: Paixão, Adriano Nascimento da
Title: O processo de desindustrialização no Brasil: análise empírica dos anos de 1990 a 2009
Keywords: Desindustrialização;Desenvolvimento econômico;Indústria brasileira;Emprego industrial;Produto industrial
Issue Date: 22-May-2012
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional - PPGDR
Citation: CARDOSO, Barbara Françoise. O processo de desindustrialização no Brasil: análise empírica dos anos de 1990 a 2009. 2012. 115f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, Palmas, 2012.
Resumo: O processo de desindustrialização é um fenômeno previsto na literatura econômica como parte do processo natural do desenvolvimento econômico de um país, representa a última etapa deste desenvolvimento e se inicia quando o país, já desenvolvido economicamente, alcança um determinado nível de renda per capita. A desindustrialização atinge toda a economia de um país, principalmente o setor industrial, sendo observada quando há uma queda da participação do emprego e da produção industrial no total nacional ou quando há uma mudança na relação entre a elasticidade-renda da demanda por produtos industrializados e a elasticidade-renda da demanda por serviços. Embora seja um processo que ocorre naturalmente nos países desenvolvidos, a desindustrialização tem sido observada, também, nos países em desenvolvimento. Para estes últimos, a desindustrialização pode ocasionar efeitos negativos sobre a indústria nacional e a economia. Neste trabalho, foram utilizados modelos econométricos para verificar se existem evidências de desindustrialização na economia brasileira através do emprego e do valor agregado da indústria e da elasticidade- renda da demanda por produtos industrializados, além de analisar a pauta comercial brasileira. Os resultados mostram que, embora haja uma redução da participação do emprego industrial e do valor agregado da indústria nos últimos anos, os modelos não mostraram existir evidências de desindustrialização na economia brasileira. A análise da pauta comercial mostrou haver evidências de nova doença holandesa, quando analisado o período de 1990 a 2009. Em relação à elasticidade-renda da demanda, ela apresentou evidências de desindustrialização nas indústrias como um todo e, quando analisadas separadamente, apenas as indústrias de construção civil e de transformação apresentaram tais evidências
Abstract: Deindustrialization process is a phenomenon predicted in the economic literature as part of economic development natural process of a country, representing the development last stage and begins when the country developed economically reaches a certain level of per capita income. The deindustrialization affects the entire economy of a country, especially the industrial sector, being observed when there is a drop in the employment share and industrial production in the national total, or when there is a change in the relationship between the demand income elasticity for industrialized products and the demand income elasticity for services. Although it is a process that naturally occurs in developed countries, deindustrialization has been observed also in developing countries. In developing countries, deindustrialization can cause negative effects on domestic industries and on economy. In this paper, econometric models were used to check for deindustrialization evidence in Brazilian economy through employment and added value from industry and demand income elasticity for industrialized products, and to analyze the Brazilian trade agenda. By results, although there is a reduction in the industrial employment share and added value from industry in recent years, the models showed no deindustrialization evidence in Brazilian economy. Analysis of the trade agenda has shown there is evidence of a new Dutch disease, when the period from 1990 to 2009 was analyzed. Regarding the demand income elasticity, it presented deindustrialization evidence in general industry, and just the industries of construction and transformation presented such evidences, when analyzed separately.
URI: http://hdl.handle.net/11612/225
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bárbara Françoise Cardoso - Dissertação.pdf2.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.