Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/173
Author: Rezende, José Messias de
Advisor: Alexandrino, Emerson
Title: Desempenho de bovinos de corte em pastejo intermitente de Capim-Piatã (Urochloa brizantha cv. Piatã) manejado com base na altura do pasto, recebendo três estratégias de suplementação durante o período chuvoso
Keywords: Desempenho animal;Taxa de lotação;Comportamento,;Tempo de pastejo;Taxa de bocados
Issue Date: 14-Mar-2015
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical - PPGCat
Citation: REZENDE, José Messias de. Desempenho de bovinos de corte em pastejo intermitente de Capim-Piatã (Urochloa brizantha cv. Piatã) manejado com base na altura do pasto, recebendo três estratégias de suplementação durante o período chuvoso.2015. 73f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Tropical) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical, Araguaína, 2015.
Resumo: Objetivou-se avaliar três estratégias de suplementação, sobre as características produtivas do pasto e seu reflexo na produção animal. Avaliou-se também o efeito das estratégias de suplementação no comportamento ingestivo de bovinos em pastejo. O experimento foi conduzido na Universidade Federal do Tocantins, na Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia - Campus de Araguaína-TO. Foram utilizados 18 bovinos de corte, machos inteiros, com peso vivo inicial de 291±28,23 kg de PV. Os animais foram mantidos em 4,8 hectares de pastagem de capim-Piatã (Urochloa brizantha cv. Piatã), de Janeiro a Maio de 2014. A pastagem foi dividida em 24 piquetes de 0,2 hectares, manejada sob pastejo intermitente, sendo o manejo do pastejo realizado com base na altura do dossel forrageiro compreendido entre 35 a 40 cm, com período de descanso variável, sendo aplicados 60 kg/ha de P2O5 no início do experimento e 50 kg/ha de NK a cada ciclo de pastejo. Os animais do tratamento controle receberam mistura mineral à vontade (MM), e os animais dos tratamentos energético (SE) e protéico-energético (SPE) recebiam diariamente 2 gramas de suplemento para cada quilograma de peso vivo. O ganho médio diário (GMD) foi maior para os animais suplementados com SPE e SE em relação à MM, sendo os ganhos de 1,097; 0,974 e 0,831 kg/animal/dia, respectivamente. Maior ganho de peso total e por área e maior carga animal foi observado para as estratégias de SPE e SE. A taxa de lotação foi de 4,78; 4,56 e 3,84 UA/ha, para as estratégias de SPE, SE e MM, respectivamente. O ganho de peso adicional dos animais recebendo SPE e SE foi de 0,266 e 0,143 kg/animal/dia, respectivamente, em relação à MM. O tempo de pastejo (TP), ruminação (TR) e outras atividades (OA) foram modificados pelas estratégias de suplementação e também pela condição do pasto (entrada ou saída), sendo observado maior TP e menor TR e OA na condição de saída, com TP médio 105,56 minutos a mais e TR e OA de 53,33 e 52,22 minutos a menos, em relação à condição de entrada, independentemente da estratégia de 7 suplementação. Um maior número de refeições com menor tempo por refeição foi verificado na condição de entrada em detrimento à saída, com valor médio de nove refeições com duração de 48,32 minutos. A maior taxa de bocados-TB (bocados/minuto) foi observada na condição de entrada, com valor médio de 41,84 bocados/minuto, porém o número total de bocados foi maior na condição de saída, com valor médio de 20287,98 bocados. Em razão da maior TB, o número de bocados e o tempo por estação alimentar (segundos) foram maiores na condição de entrada, com valor médio de 9,70 bocados com tempo de 13,84 segundos por estação alimentar. Em virtude da menor quantidade de forragem na condição de saída, os animais aumentaram o número total de estações alimentares, e consequentemente, percorreram uma maior área à procura de sítios favoráveis de pastejo. A suplementação estratégica de bovinos em pastejo é uma alternativa economicamente viável para a recria no período das águas e a escolha da estratégia de suplementação deve levar em consideração os objetivos a serem alcançados, a qualidade da forragem disponível e os resultados econômicos desejados.
Abstract: The objective this study was to evaluate three supplementation strategies on yield characteristics of the pasture and its reflection in animal production. Was also evaluated the effect of supplementation strategies in feeding behavior of grazing cattle. The experiment was conducted at the Federal University of Tocantins, in the School of Medicine and Animal Science Veterinary and Animal husbandry – University Campus of Araguaína-TO. 18 beef cattle were used, males, with initial weight of 291 kg. The animals were kept in 4.8 ha of Piata grass (Urochloa brizantha cv. Piata), from January to May 2014. The pasture was divided into 24 plots of 0.2 hectares, managed under intermittent grazing with period variable rest being applied 60 kg/ha P2O5 at baseline and 50 kg/ha of NK each grazing cycle. The control treatment of animals received mineral supplementation at will, and the animals of energy treatments (ES) and protein-energy (PES) received 2g daily supplement for each kilogram of body weight. The average daily gain (ADG) was higher for the animals supplemented with SPE and SE in relation to MS, and of 1,097; 0.974 and 0.831 kg/animal/day, respectively. Highest total weight gain and by area and increased stocking rate was observed for the PES and ES strategies. The stocking rate was 4.78; 4.56 and 3.84 AU / ha, to the strategies of PES, SE and MS, respectively. The additional weight gain of the animals receiving PES and ES was 0.266 and 0.143 kg / animal / day, respectively, compared to MS. Due to the supplementation, grazing behavior has changed. The grazing time (PT), rumination (TR) and other activities (OA) were modified by supplementation strategies, and observed higher PR and lower TR and OA in the output condition, with average TP 105.56 minutes more and TR and AO 53.33 and 52.22 minutes less with respect to the input condition, regardless of supplementation strategy. A more meals with less time per meal was found in a condition of entry over the output averaged nine meals with an average time of 48.32 minutes. The highest rate of TB-bits (bits / second) was observed in a condition of entry, with an average of 41.84 bits / second, but the total number of output bits was higher in condition, with an average of value 9 20287.98 bits. Due to increased TB, the number of bits and the time per feeding station (s) were higher in the input condition, with an average of 9.70 bits with time of 13.84 seconds per feeding station. Due to the MMaller amount of forage in the condition close to the end of the busy period, the animals increases the total number of feeding stations, and consequently cover a greater area looking for grazing favorable sites. The strategic supplementation of grazing cattle is an economically viable alternative for growing in the rainy season and the choice supplementation strategy must take into account the objectives to be achieved, the quality of available forage and the desired economic results.
URI: http://hdl.handle.net/11612/173
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
José Messias de Rezende - Dissertação.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.