Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/171
Author: Mendes Filho, Gilson de Oliveira
Advisor: Alexandrino, Emerson
Title: Suplementação de bovinos em pastejo na região Amazônica com utilização de subprodutos do babaçu (Orbignya speciosa)
Keywords: Consumo de matéria natural;Misturas múltiplas;Receita líquida
Issue Date: 6-Mar-2013
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical - PPGCat
Citation: MENDES FILHO, Gilson de Oliveira. Suplementação de bovinos em pastejo na região Amazônica com utilização de subprodutos do babaçu (Orbignya speciosa).2013. 55f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Tropical) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical, Araguaína, 2013.
Resumo: Objetivou-se avaliar no Bioma Amazônico a viabilidade técnica e econômica da suplementação de bovinos a pasto manejados sob lotação de tempo fixo no período da seca e com condições restritas de massa de forragem O experimento teve duração de 84 dias e foi conduzido em quatro piquetes de 2,0 ha, providos de bebedouros e cochos cobertos, onde em cada piquete foi realizado um ciclo experimental de aproximadamente 21 dias. No primeiro e segundo ciclos experimentais as forrageiras predominantes eram a Brachiaria brizantha cv. Marandu e Brachiaria Humidicola, no terceiro ciclo HD364® e o quarto ciclo foi Brachiaria cv. Piatã. Foram utilizados 24 machos mestiços leiteiros de 15 meses e 207,24kg, os quais foram distribuídos em quatro tratamentos em delineamento em blocos ao acaso. Além da mistura mineral, testou-se três suplementos isoprotéicos com 35%PB, um denominado padrão que utilizou-se os alimentos milho moído e farelo de soja e dois proteinados denominados 15 e 30, com inclusão de 15 e 30% torta de babaçu em substituição ao milho moído e farelo de soja. Os suplementos foram fornecidos diariamente sempre as 10:00 da manhã em baias individuais, e o sal foi fornecido ad libitum no cocho dentro dos piquetes. A altura média do dossel forrageiro foi de 26 cm, com 2,36 tMS/ha, predominando 37% de material verde e oferta de forragem de 4,29%PV. O ganho de peso médio diário dos animais que receberam sal foi de 39 g/animal, inferior a média encontrada para os animais que foram suplementados, que foi de 311 g/dia. O consumo médio diário de matéria natural dos suplementos foi em média de 481 g/dia durante o período da seca sem variação entre os tratamentos e ciclos de avaliação. A análise econômica demonstrou que a receita líquida para os suplementos padrão, 15% e 30% de torta de babaçu foram superiores a mistura mineral, com o proteinado 15% resultando em melhor retorno econômico. Portanto, a substituição parcial do milho moído e do farelo de soja pela torta de babaçu nos níveis de 15% e 30% não apresentaram diferença significativa no ganho médio diário e no consumo de matéria natural do suplemento em relação ao concentrado padrão (P<0,05), e ambos mostram-se viáveis economicamente em comparação a mistura mineral, sendo sua adoção relacionada ao preço dos insumos.
Abstract: This study aimed to evaluate the Amazon Biome the technical and economic feasibility of supplementing grazing cattle managed under fixed time stocking during drought conditions and restricted forage mass The experiment lasted 84 days and was conducted in four paddocks of 2.0 ha, equipped with drinking fountains and troughs covered, where in each paddock was an accomplished experimental cycle of approximately 21 days. In the first and second cycles were predominant experimental forage Brachiaria brizantha. Marandu and Brachiaria Humidicola the third cycle HD364 ® and fourth cycle was Brachiaria cv. Piata. We used 24 male crossbred dairy cattle 15 months and 207.24 kg, which were assigned to four treatments in a randomized block design. Besides the mineral mixture, we tested three supplements isoprotéicos with 35% CP, a known pattern that was used food corn and soybean meal and two proteinados called 15 and 30, with the inclusion of 15 and 30% babassu meal in replacing corn and soybean meal. The supplements were provided daily 10:00 am always in individual stalls, and salt was provided ad libitum in the trough within the paddocks. The average height of the canopy was 26 cm, with 2.36 TMS / ha, 37% of predominantly green stuff and forage allowance of 4.29% PV. The average daily weight gain of animals receiving salt was 39 g / animal, below the average found for the animals that were fed, which was 311 g / day. The average daily consumption of raw natural supplements averaged 481 g / day during the dry season without variation between treatments and evaluation cycles. The economic analysis showed net revenue for add-ons, 15% and 30% babassu meal were superior to mineral mixture with Protein 15% resulting in the best economic return. Therefore the partial replacement of ground corn and soybean meal for babassu meal at levels of 15% and 30%, no significant difference in average daily gain and consumption of raw natural supplement to the concentrate standard (P< 0,05), and both appear to be economically viable in comparison to mineral mix, and its adoption was related to the price of inputs.
URI: http://hdl.handle.net/11612/171
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gilson de Oliveira Mendes Filho - Dissertação.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.