Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/144
Author: Nunes, Mariza Ramalho
Advisor: Silva, Célio Antonio Alcantara
Title: O antigo norte goiano no trajeto da BR: o papel da rodovia Belém-Brasília para o (des)envolvimento agrícola no Tocantins
Keywords: Rodovia Belém-Brasília;Tocantins;Fronteira Agrícola
Issue Date: 17-Nov-2014
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
Program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional - PPGDR
Citation: NUNES, Mariza Ramalho O antigo norte goiano no trajeto da BR: o papel da rodovia Belém-Brasília para o (des)envolvimento agrícola no Tocantins. 2015. 143f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, Palmas, 2015.
Resumo: A partir da transição do modelo agroexportador para o urbano-industrial, em 1930, durante o governo de Getúlio Vargas, os problemas das desigualdades regionais passaram a ser pauta importante para o Governo Federal. Dá-se então, início ao processo de integração regional no Brasil, com o propósito de integrar as regiões mais afastadas do centro dinâmico do país, neste caso, o Sudeste, mais especificamente, São Paulo. A campanha “marcha para o Oeste” foi o ponto de partida para o processo de interiorização do país. Entretanto, somente a partir da década de 1950, durante o governo de Juscelino Kubistchek, as regiões do país conseguem uma maior articulação. A transferência da capital federal para o Planalto Central foi fundamental para essa articulação, pois, para ligar Brasília às demais regiões, foi criado um conjunto de rodovias interligando uma região a outra. Nesse contexto surge a rodovia Belém-Brasília, ligando o Pará à capital federal. A década de 1960 é marcada por um intenso processo de modernização da agricultura no país e a região Centro-Oeste foi bastante beneficiada. Desta forma, a abertura da rodovia e os incentivos à expansão agrícola impulsionaram a dinâmica entre os estados da região, que, a partir de então, passaram a apresentar significativos índices demográficos e econômicos. O estado de Goiás ganhou forte impulso, principalmente o Norte goiano, que, até então era escassamente habitado e possuía mínimas condições socioeconômicas. Muitos municípios foram conduzidos em decorrência da abertura da rodovia e da expansão agrícola e, outros, foram criados ou emancipados. O desenvolvimento dos municípios que compõem a região do Norte goiano foi essencial para alavancar o processo de autodeterminação desta, que, há séculos lutava pela sua emancipação, que viera acontecer no ano de 1988.
Abstract: The transition from the agro-export model for urban-industrial, in 1930, during Getúlio Vargas government, the problems of regional inequalities have become important agenda for the Federal Government. There is then, beginning the process of regional integration in Brazil, with the purpose of integrating the most remote regions of the dynamic center of the country, in this case, the Southeast, more specifically, Sao Paulo. The "March to the West" campaign was the starting point for the process of internalization of the country. However, only since the 1950, during Juscelino Kubistchek government, the regions of the country can be better articulation. The transfer of the federal capital to the central highlands was key to this joint, thus connecting Brasilia to the other region, a series of roads connecting one region to another was created. In this context the Belem-Brasilia highway emerges, connecting the Para to the federal capital. The 1960 is marked by an intense process of modernization of agriculture in the country and the Midwest was enough benefit. Thus, the opening of the highway and incentives for agricultural expansion have boosted the dynamics between the states of the region, which, thereafter, began to show significant demographic and economic indices. The state of Goiás gained momentum, mainly northern Goiás, which until then was sparsely inhabited and possessed minimal socioeconomic conditions. Many municipalities were conducted as a result of the opening of the highway and agricultural expansion, and others were created or emancipated. The development of the municipalities that make up the region of northern Goiás was essential to leverage this process of self-determination, which, for centuries fought for their emancipation, which had come to happen in 1988.
URI: http://hdl.handle.net/11612/144
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento Regional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mariza Ramalho Nunes - Dissertação.pdf3.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.