Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/1150
Authors: Bitar, Marina Parreira Barros
metadata.dc.contributor.advisor: Rocha, Liana Vidigal
Title: O jornalismo sem fins lucrativos no contexto pós-industrial: o caso Ponte Jornalismo
Keywords: Jornalismo pós-industrial; Jornalismo sem fins lucrativos; Financiamento; Veículos nativos; Ponte Jornalismo; Post-industrial journalism; Non-Profit Journalism; Funding; Native vehicles
Issue Date: 20-Dec-2018
Citation: BITAR, Marina Parreira Barros. O jornalismo sem fins lucrativos no contexto pós-industrial: o caso Ponte Jornalismo. 2018. 273f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Sociedade) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade, Palmas, 2018.
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa tem como tema o jornalismo sem fins lucrativos no contexto pós-industrial, com um estudo de caso do veículo focado em segurança pública, justiça e direitos humanos, o nativo Ponte Jornalismo, veículo criado em 2014, na cidade de São Paulo. O objetivo principal é compreender de que forma a iniciativa jornalística em questão funciona, em relação ao seu financiamento, à sua estrutura física, aos seus fluxos de trabalho, aos perfis profissionais, ao conteúdo produzido e à interatividade com o público. Especificamente foram relatadas de forma objetiva as transformações ocorridas no jornalismo com o surgimento da internet e suas ferramentas; as características do jornalismo pós-industrial e suas possibilidades para o surgimento de iniciativas sem fins lucrativos; além da descrição de veículos sem fins lucrativos de países do continente americano. A partir da realização de entrevistas com seis profissionais do veículos, da observação não-participante de uma reunião de pauta, e da análise descritiva do site, foi possível encontrar os seguintes aspectos da iniciativa: o histórico e as fases da trajetória da Ponte; a identificação de perfis profissionais multitarefa, distribuídos entre voluntários, equipe fixa, colaboradores e freelancers; a falta de uma redação física; a tomada de decisões via reuniões de pauta e grupos de WhatsApp distribuídos de acordo com o grau de comprometimento dos profissionais; o tipo de cibermeio e a falta de interatividade entre público e veículo no site e nas mídias sociais; bem como a experimentação e utilização de formas de financiamento via incubação, investimento próprio, parcerias, prestação de serviços, doações, crowdfunding flexível e recorrente, edital e financiamento de fundações. Conclui-se que, com apenas quatro anos de existência e surgindo a partir do trabalho voluntário de jornalistas, a Ponte tem procurado desenvolver áreas além da editorial, com o intuito de se estruturar e garantir a sua profissionalização, bem como a produção de conteúdo relevante e de impacto que produzam modificações na sociedade.
Abstract: The present research focuses on non-profit journalism in the post-industrial context, with a case study of the vehicle focused on public safety, justice and human rights, the native Bridge Journalism, a vehicle created in 2014 in the city of São Paulo. The main objective is to understand how the journalistic initiative in question works in relation to its funding, its physical structure, its workflows, professional profiles, content produced and interactivity with the public. Specifically, the transformations occurred in journalism with the emergence of the internet and its tools were objectively reported; the characteristics of post-industrial journalism and its possibilities for the emergence of non-profit initiatives; besides the description of non-profit vehicles of countries of the American continent. Based on interviews with six vehicle professionals, the non-participant observation of a meeting, and the content analysis of the site, it was possible to find the following aspects of the initiative: the history and phases of the trajectory of the Bridge; the identification of multitasking professional profiles, distributed among volunteers, staff, employees and freelancers; lack of physical writing; decision making via staff meetings and WhatsApp groups distributed according to the degree of commitment of the professionals; the type of cibermeio and the lack of interactivity between public and vehicle in the site and in the social media; as well as the experimentation and use of forms of funding through incubation, own investment, partnerships, service provision, donations, flexible and recurrent crowdfunding, edict and funding of foundations. It is concluded that, with only four years of existence and arising from the volunteer work of journalists, Ponte has sought to develop areas beyond publishing, with the aim of structuring and guaranteeing its professionalization, as well as the production of relevant content and impact that produce changes in society.
URI: http://hdl.handle.net/11612/1150
Appears in Collections:Mestrado em Comunicação e Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marina Parreira Barros Bitar - Dissertação.pdf3.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.