Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/1142
Authors: Cunha, Almerinda Maria Skeff
metadata.dc.contributor.advisor: Ghizoni, Liliam Deisy
Title: Narrativas do sofrimento do trabalho de um policial militar afastado
Keywords: Reconhecimento; Desamparo; Frustração; Sofrimento; Recognition; Helplessness; Frustration; Suffering
Issue Date: 1-Dec-2017
Citation: CUNHA, Almerinda Maria Skeff. Narrativas do sofrimento do trabalho de um policial militar afastado.2017. 155f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Sociedade) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade, Palmas, 2017.
metadata.dc.description.resumo: Neste estudo o trabalho é discutido através do processo de globalização, numa perspectiva interdisciplinar sob a ótica da Filosofia, Sociologia, Comunicação e Psicodinâmica do Trabalho. Reflete sua centralidade como elemento importante na constituição do sujeito e das relações sociais. Utiliza-se da compreensão do binômio comunicação-trabalho, no qual este último se apresenta como mediador da comunicação, via narrativas do trabalhador. Tem como objetivo geral compreender a narrativa do sofrimento no trabalho vivenciado um policial militar afastado do serviço. Especificamente, narra-se o caso de um policial militar afastado do trabalho; analisa-se a psicodinâmica do trabalho deste sujeito; e delineia-se os possíveis destinos do seu sofrimento. Caracteriza-se como uma pesquisa-ação, de natureza descritiva e qualitativa, sendo realizado um estudo de caso. Foram realizadas sete sessões de escuta clínica para acessar o sofrimento do trabalhador. No início da escuta clínica o policial militar estava há quinze meses afastado do trabalho. Ele relata ter optado pela Reforma por não apresentar condições psicológicas de retornar ao trabalho. Ao término do processo de escuta e construção da narrativa ele recebeu a reforma proporcional ao tempo de serviço (aposentadoria proporcional), sendo considerado inválido para dar continuidade ao trabalho de policial militar. Constatou-se, a partir da análise da psicodinâmica do trabalho, a existência de uma contradição entre o trabalho prescrito e o real do trabalho que, por sua vez, desencadeou o sofrimento vivenciado durante a carreira militar, tendo o álcool como vilão de sua trajetória. Os possíveis destinos do sofrimento delineados pelo policial estão voltados, principalmente, às ações de cunho social e ao trabalho com a terra. Discute-se que na dinâmica por ele vivenciada, a falta aparece como elemento central e enquanto um sintoma que está presente desde sua vida pregressa à trajetória militar. Deste modo, foi observado que a busca incessante pelo reconhecimento desencadeou um estado de desamparo que o levou à frustração e, posterior sentimento de angústia e fobia, desembocando na vivência do sofrimento.
Abstract: In the present study work is discussed through the process of globalization from an interdisciplinary perspective in the light of Philosophy, Sociology, Communication and Psychodynamics of Work. It reflects its centrality as an important element in the constitution of the subject and of social relations. We use the understanding of the communication-work binomial, in which the latter presents itself as mediator of communication via the worker’s narrative. Our general objective is to understand the narrative of suffering at work experienced by a military police officer on leave from work. Specifically, we describe the case of a military police officer on leave from work; analyze this subject’s psychodynamics of work; and outline the possible destinies of his suffering. It is an action research, of descriptive and qualitative nature, with a case study being carried out. A listening clinic of seven sessions was started in order to access the suffering at work of the said professional. In the beginning of the sessions the police officer had been on leave from work for 15 months. He reported he opted for the Reformation because he was not in psychological conditions to return to work. At the end of the listening clinic he received his proportional retirement (proportional retirement pension) on the ground of permanent invalidity to continue as a military police officer. From the analysis of the psychodynamics of work, a contradiction between the prescribed work and the real work was identified, which in turn triggered the suffering experienced during his military career, having alcohol as a villain of its trajectory. The possible destinies of suffering outlined by the officer are directed mainly to social actions and to the work with the land. It is argued that in the dynamics experienced by him, lack appears as a central element and as a symptom that had always been present, from his early life to his military career. Hence, it was observed that his incessant search for recognition triggered a state of helplessness that led to frustration and, later, a sense of anguish and phobia, leading to the experience of suffering.
URI: http://hdl.handle.net/11612/1142
Appears in Collections:Mestrado em Comunicação e Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Almerinda Maria Skeff Cunha - Dissertação.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.