Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/1126
Authors: Marquezan, Rogério Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor: Giraldin, Odair
Title: Representações sociais de saúde nos Akwẽ/Xerente e as relações entre os sistemas de atenção à saúde indígena
Keywords: Saúde indígena; Xerente; Representação Social; Interdisciplinaridade; Indigenous Health; Xerente; Social Representation; Interdisciplinarity
Issue Date: 21-Feb-2019
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente - Ciamb
Citation: MARQUEZAN, Rogério Ferreira. Representações sociais de saúde nos Akwẽ/Xerente e as relações entre os sistemas de atenção à saúde indígena.2019. 149f. Tese (Doutorado em Ciências do Ambiente) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente, Palmas, 2019.
metadata.dc.description.resumo: Essa tese busca descrever elementos das representações sociais de saúde dos Akwẽ/Xerente e analisar suas implicações para os sistemas de atenção à saúde. Partindo da premissa teórica de que todas as sociedades organizam culturalmente sua concepção de saúde, o modo de prover cuidados quando adoecem, bem como os papéis relacionados ao cuidado, abordo tanto o sistema biomédico quanto o sistema tradicional dos Xerente como sistemas culturais de atenção à saúde. Os Akwẽ/Xerente fazem parte do tronco linguístico Macro-jê e habitam atualmente a margem direita do rio Tocantins. Ao longo do processo histórico de colonização esse povo vem se adaptando ao contato com os não índios, experimentando um crescimento populacional expressivo nas últimas décadas. As políticas indigenistas no Brasil sofreram uma significativa mudança com a criação da Política Nacional de Atenção aos povos Indígenas em 1999, que passou a prever a organização da atenção à saúde diferenciada a partir da implementação dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas, responsáveis pela execução, planejamento, formação, controle social e pela integração entre as práticas tradicionais e o modelo biomédico. Ao longo dos anos discutiu-se a efetividade desse modelo de atenção diferenciada. Percorremos o caminho metodológico da etnografia e da análise documental para produzir excertos acerca dos principais aspectos que emergiram na relação dos Xerente com o sistema de atenção biomédico. Os resultados apontam que fatores como alimentação, acesso aos medicamentos, relação com os seres da cosmologia e os envolvimentos nas instâncias políticas locais e externas têm implicação direta na relação entre os sistemas de atenção à saúde Xerente e o biomédico. Verifica-se ainda que as características relacionadas ao faccionalismo dos Xerente têm grande importância na sua constituição social assim como em relação à organização de uma política indígena que contemple toda a comunidade. Discute-se, a partir dos resultados, as implicações para os sistemas de atenção sob da ótica da formação profissional, do controle social e das possibilidades de construção de espaços efetivamente dialógicos no campo da saúde indígena.
Abstract: This thesis seeks to describe elements of Akwẽ/Xerente social representations and to analyze their implications for health care systems. Based on the theoretical premise that all societies culturally organize their conception of health, how to provide care when they become ill, and the roles related to care, I approach both the biomedical system and the traditional Xerente system as cultural systems of health care. The Akwẽ /Xerente are part of the Macro-jê linguistic trunk and currently inhabit the right bank of the Tocantins river. Throughout the historical process of colonization these people have been adapting to the contact with non-Indians, experiencing a significant population growth in the last decades. Indigenous policies in Brazil have undergone a significant change with the creation of the National Policy of Attention to Indigenous Peoples in 1999, which now provides for the organization of differentiated health care through the implementation of the Indigenous Special Sanitary Districts responsible for the execution, planning, training, social control and the integration between traditional practices and the biomedical model. Over the years the effectiveness of this model of differentiated attention was discussed. We traced the methodological path of ethnography and documentary analysis to produce excerpts about the main aspects that emerged in the relationship between the Xerente and the biomedical care system. The results indicate that factors such as food, access to medicines, relationships with cosmology beings and involvement in local and external political instances have a direct implication in the relationship between Xerente and biomedical health care systems. It is also verified that the characteristics related to the Xerente factionalism have great importance in their social constitution as well as in relation to the organization of an indigenous policy that contemplates the whole community. From the results, we discuss the implications for the systems of attention under the perspective of professional training, social control and the possibilities of constructing effectively dialogical spaces in the field of indigenous health.
URI: http://hdl.handle.net/11612/1126
Appears in Collections:Doutorado em Ciências do Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rogerio Ferreira Marquezan - Tese.pdf2.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.