Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/1026
Authors: Abués, Mohanna Damasceno
metadata.dc.contributor.advisor: Marson, Poliana Guerino
Title: Perfil etiológico da meningite bacteriana no estado do Tocantins
Keywords: Perfil etiológico; Meningite bacteriana; Tocantins; Diagnóstico; LCR; Etiologic profile; Bacterial meningitis; Tocantins; Diagnosis; CSF
Issue Date: 26-Sep-2018
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - PPGCS
Citation: ARBUÉS, Mohanna Damasceno. Perfil etiológico da meningite bacteriana no estado do Tocantins.2018.82f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Palmas, 2018.
metadata.dc.description.resumo: A meningite bacteriana continua sendo um problema de saúde pública no Brasil, estudá-la em todos seus aspectos faz com que as chances de intervenções possam ser descobertas a fim de diminuir seus altos índices de mortalidade e sequelas dentre as pessoas acometidas. O presente trabalho teve por finalidade caracterizar o perfil etiológico da meningite bacteriana no estado do Tocantins, no período de 2010 a 2017, através de um estudo retrospectivo, transversal, de natureza quantitativa, realizado a partir de dados provenientes do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Tocantins (LACEN-TO), em relação à realização de culturas de líquido cefalorraquidiano (LCR) para o diagnóstico laboratorial de meningite bacteriana. Este estudo constatou que foram realizadas 2041 culturas de LCR e um baixo crescimento microbiológico dentre elas. O grupo bacteriano com maior crescimento dentre as culturas positivas foram o Staphylococcus coagulase negativos (SCN), principalmente o S. epidermides. Dentre as bactérias de importância a saúde pública, a de maior incidência foi Streptococcus pneumoniae (sorotipo 3 e 19A), acometendo principalmente indivíduos do sexo masculino e as faixas etárias abaixo de 60 anos, não havendo distinção considerável entre crianças, adolescentes e adultos, seguido de Neisseria meningitides (sorogrupo C) e Haemophilus influenzae (sorotipo b); a maioria dos sorotipos de S. pneumoniae apresentaram susceptibilidade aos antimicrobianos, exceto sorotipo 19A, que apresentou multirresistência. Assim, o principal agente etiológico da meningite bacteriana no estado do Tocantins, de importância a saúde pública, no período estudado foi o Streptococcus pneumoniae, porém devido à baixa positividade de culturas e isolamento desses agentes, é necessário que haja melhorias no diagnóstico laboratorial dessa doença desde o ato da punção, para minimizar o crescimento de bactérias da microbiota, à liberação de resultados, inclusive introdução de novas tecnologias, como a reação em cadeia da polimerase (PCR), que poderá diminuir o tempo de resposta do resultado e aumentar o conhecimento da etiologia deste agravo, devido sofrer menos influência em relação a qualidade de amostra e tempo de processamento.
Abstract: The bacterial meningitis is still a public health problem in Brazil, studying it in all its aspects causes that the chances of interventions can be discovered in order to reduce their high mortality rates and sequelae among people affected. The present study aimed to characterize the etiological profile of bacterial meningitis in the state of Tocantins, from 2010 to 2017, through a retrospective cross-sectional study of a quantitative nature, based on data from the Central Laboratory of Public Health of the State of Tocantins (LACEN-TO), in relation to cerebrospinal fluid cultures (CSF) for the laboratory diagnosis of bacterial meningitis. This study found that 2041 cultures of CSF and low microbiological growth were performed among them. The bacterial group with the highest growth among the positive cultures were coagulase negative Staphylococcus (SCN), mainly S. epidermides. Among the bacteria of public health importance, Streptococcus pneumoniae (serotype 3 and 19A) was the most prevalent, affecting mainly male individuals and the age groups below 60 years, with no significant distinction among children, adolescents and adults, followed Neisseria meningitides (serogroup C) and Haemophilus influenzae (serotype b); the majority of serotypes of S. pneumoniae showed antimicrobial susceptibility, except for serotype 19A, which presented multiresistance. Thus, the main etiological agent of bacterial meningitis in the State of Tocantins, of importance to public health, during the period studied was Streptococcus pneumoniae, but due to the low positivity of cultures and isolation of these agents, it is necessary to have improvements in the laboratory diagnosis of this disease since the puncture act to minimize the growth of bacteria in the microbiota, the release of results, including introduction of new technologies, such as polymerase chain reaction (PCR), which may decrease the response time of the result and increase knowledge of the etiology of this less influence on sample quality and processing time.
URI: http://hdl.handle.net/11612/1026
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mohanna Damasceno Arbués - Dissertação.pdf816.11 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.