Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/1025
Authors: Miranda, Margarida Araújo Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor: Evangelista, Danielle Rosa
Title: Conhecimento, satisfação e repercussões clínicas relacionadas à contracepção permanente por inserção de dispositivo intra-tubário
Keywords: Conhecimento; Satisfação; Repercussões clínicas; Contracepção permanente; Essure®; Knowledge; Satisfaction; Clinical repercussions; Permanent contraception
Issue Date: 18-May-2018
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - PPGCS
Citation: MIRANDA, Margarida Araújo Barbosa. Conhecimento, satisfação e repercussões clínicas relacionadas à contracepção permanente por inserção de dispositivo intra-tubário.2018.109f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Palmas, 2018.
metadata.dc.description.resumo: Estudo transversal, abordagem quantitativa e caráter descritivo, que objetivou realizar diagnóstico situacional acerca do dispositivo intra-tubário de contracepção permanente (DIT), na perspectiva do conhecimento e satisfação das usuárias, bem como da segurança à saúde. A população foi composta por 32 mulheres, residentes em Palmas-TO e submetidas à inserção do DIT em serviço público de referência estadual. Os dados foram coletados de junho a outubro de 2017, utilizando entrevista semiestrutura e analisados no Programa Stata versão 14.0. As variáveis categóricas foram descritas por meio de proporção e as contínuas, por média e desvio padrão. Foram feitas análises de associações entre níveis de conhecimento ou satisfação de acordo com as variáveis independentes, sendo utilizado Teste de Fisher para testar as proporções e Teste Mann Whitney, para as médias. O perfil sociodemográfico mostrou mulheres com 35,2±2,9 anos de idade, maioria com parceria fixa e pardas, ensino médio como nível de escolaridade predominante e ocupavam funções variadas. A média do número de filhos foi de 2,8±1,1. A média do tempo de espera para a inserção do DIT foi de 2,5 meses. Todas as mulheres inseriram o DIT fora do período gravídico puerperal. A média de idade das mulheres à época do procedimento foi de 31,9±3 anos. A principal informação fornecida às mulheres foi sobre a definitividade do método e a liberdade de desistir a qualquer tempo antes de sua realização (96,9%). A maioria (96,9%) das mulheres participou de atividades educativas. As mulheres relataram acompanhamento por equipe multiprofissional. 96,9% realizaram o teste de gravidez. 10 (31,3%) mulheres informaram não ter realizado o teste confirmatório do DIT. Não houve consulta de retorno para 43,9 % das mulheres, principalmente pelo fato do serviço não estar funcionando (42,9%). O relato das repercussões clínicas indicou a dor durante o procedimento (n=20) como a mais comum neste estudo. Outras repercussões também foram citadas. A maioria (93,8%) das mulheres apresentaram um nível de conhecimento satisfatório em relação às características do DIT. Houve associação entre a participação na atividade educativa e o nível de conhecimento satisfatório em relação ao DIT (p=0,000). A maioria (96,9%) das mulheres também obteve conhecimento satisfatório sobe o procedimento e mecanismo de ação do DIT e acerca das recomendações antes e após o procedimento. De todas as variáveis do conhecimento, as repercussões clínicas foram as menos conhecidas pelas mulheres, sendo a maioria (84,4%) classificada com nível insatisfatório. Houve associação estatisticamente significante entre o estado civil separada e o nível de conhecimento insatisfatório com relação às repercussões clínicas do DIT (p=0,000). Ter renda maior associou-se com conhecimento insatisfatório das mulheres sobre repercussões clínicas (2.843,18±2.243,73 p= 0,031). A maioria (78,1%) das mulheres está totalmente satisfeita com o método. Ficou evidente neste estudo o vazio assistencial ocasionado pelo fechamento do serviço de referência, além de fragilidades no aconselhamento pela equipe multiprofissional, incluindo a ineficiência das atividades educativas, percebida a partir do grande número de mulheres com conhecimento insatisfatório em variáveis indispensáveis ao processo de escolha livre e esclarecida, como repercussões clínicas e contraindicações do método.
Abstract: A cross-sectional study, a quantitative approach and a descriptive character, aimed at performing a situational diagnosis about the intra-tubal device of permanent contraception (ITD), in the perspective of users' knowledge and satisfaction, as well as health security. The population was composed of 32 women, living in Palmas-TO and submitted to the insertion of the DIT into a state public reference service. The data were collected from June to October 2017, using a semistructure interview and analyzed in the Stata Program version 14.0. Categorical variables were described by means of proportion and the continuous variables, by mean and standard deviation. Analyzes were made of associations between levels of knowledge or satisfaction according to the independent variables, using Fisher's test to test the proportions and Mann Whitney test for the means. The sociodemographic profile showed women with 35.2 ± 2.9 years of age, majority with fixed partnership and browns, high school as predominant level of education and occupied varied functions. The mean number of children was 2.8 ± 1.1. The mean waiting time for insertion of the DIT was 2.5 months. All the women inserted the DIT outside the puerperal pregnancy period. The mean age of the women at the time of the procedure was 31.9 ± 3 years. The main information provided to women was about the definiteness of the method and the freedom to give up at any time before its completion (96.9%). The majority (96.9%) of the women participated in educational activities. The women reported follow-up by multiprofessional team. 96.9% performed the pregnancy test. 10 (31.3%) women reported not having performed the confirmatory DIT test. There was no return consultation for 43.9% of the women, mainly because the service was not functioning (42.9%). The report of the clinical repercussions indicated pain during the procedure (n = 20) as the most common in this study. Other repercussions were also cited. The majority (93.8%) of the women had a satisfactory level of knowledge regarding the characteristics of the ITD. There was an association between participation in the educational activity and the level of knowledge satisfactory in relation to ITD (p = 0.000). The majority (96.9%) of the women also obtained satisfactory knowledge on the procedure and mechanism of action of the ITD and on the recommendations before and after the procedure. Of all knowledge variables, the clinical repercussions were the least known among women, with the majority (84.4%) classified as unsatisfactory. There was a statistically significant association between the separate marital status and the unsatisfactory level of knowledge regarding the clinical repercussions of ITD (p = 0.000). Having higher income was associated with unsatisfactory knowledge of women on clinical repercussions (2,843.18 ± 2.243,73 p = 0.031). The majority (78.1%) of women are fully satisfied with the method. It was evident in this study the assistance gap caused by the closure of the reference service, as well as weaknesses in counseling by the multiprofessional team, including the inefficiency of educational activities, perceived from the large number of women with unsatisfactory knowledge in variables indispensable to the process of free choice and clarified, as clinical repercussions and contraindications of the method.
URI: http://hdl.handle.net/11612/1025
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Margarida Araújo Barbosa Miranda - Dissertação.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.