Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11612/1019
Authors: Gonçalves, Flávia Barreira
metadata.dc.contributor.advisor: Erasmo, Eduardo Andrea Lemus
Title: Efeitos da deriva simulada do glyphosate na fisiologia e produção da batata-doce (cv. Duda)
Keywords: Ipomoea batatas;Herbicida;Amido;Etanol;Herbicide;Starch;Ethanol
Issue Date: 9-Mar-2018
Publisher: Universidade Federal do Tocantins
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal - PPGPV
Citation: GONÇALVES, Flávia Barreira. Efeitos da deriva simulada do glyphosate na fisiologia e produção da batata-doce (cv. Duda).2018.62f.Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, Gurupi, 2018.
metadata.dc.description.resumo: A batata-doce (Ipomoea batatas L. (Lam.)) é uma planta tropical de origem americana, sendo, portanto bem adaptada às condições climáticas do Brasil. Entre as culturas amiláceas, a batata-doce tem sido alvo de pesquisas há mais de uma década por parte de pesquisadores da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Das várias condições existentes que podem afetar o ciclo da batata-doce, interferindo na formação e enchimento de suas raízes tuberosas pode-se citar fatores bióticos e abióticos. Assim, problemas de natureza genética, nutricional, climáticos ou químicos (toxicidade por herbicidas) devem ser considerados como distúrbios fisiológicos. Danos consideráveis podem ser causados pela aplicação inadequada ou acidental de uma vasta gama de produtos químicos agrícolas (herbicidas). A ocorrência de deriva acidental é considerada um sério problema em muitas áreas de cultivo, principalmente quando faz-se o uso de herbicidas não seletivos, como o glyphosate. Dessa forma, objetivou-se com o presente estudo, avaliar os efeitos da deriva simulada do glyphosate na fisiologia e produção da batata-doce (cv. Duda). O experimento foi conduzido na Universidade Federal do Tocantins, campus de Gurupi. O delineamento utilizado foi em esquema fatorial 3 x 3 + 1, correspondendo a 3 épocas de aplicação (25, 50 e 75 dias após o transplantio das ramas) x 3 doses de glyphosate, (72, 144 e 288 g e.a. L-1), mais uma testemunha sem aplicação (0 g e.a. L-1). O experimento foi distribuído em blocos casualizados, repetido quatro vezes. Realizou-se análises fisiológicas (em intervalos de dois dias por um período de dez dias após aplicação do herbicida) utilizando equipamento IRGA, avaliando as variáveis: condutância estomática, carbono interno, assimilação líquida de CO2, transpiração, eficiência instantânea do uso da água e eficiência instantânea da carboxilação, morfológicas (massa fresca da parte aérea, massa seca da parte aérea, massa fresca da raiz e massa seca da raiz) no final do experimento, amido das raízes e estimou-se a quantidade de etanol. As doses de glyphosate de 144 e 288 g e.a. L-1 foram os que mais reduziram as variáveis fisiológicas e morfológicas avaliadas. Porém na dose de 144 g e.a. L-1 do glyphosate, a porcentagem de amido e a estimativa de etanol foi superior aos da testemunha. As épocas que mais afetaram as variáveis morfológicas da batata-doce foram nas aplicações aos 50 e 75 dias após o plantio.
Abstract: The sweet potato (Ipomoea batatas L. (Lam.)) is a tropical plant of American origin, and is therefore well adapted to the climatic conditions of Brazil. Among the amylaceous crops, sweet potatoes have been the subject of research for more than a decade by researchers from the Federal University of Tocantins (UFT). From the various existing conditions that can affect the sweet potato cycle, interfering in the formation and filling of its tuberous roots can be mentioned biotic and abiotic factors. Thus, genetic, nutritional, climatic or chemical problems (herbicide toxicity) should be considered as physiological disorders. Considerable damage can be caused by improper or accidental application of a wide range of agricultural chemicals (herbicides). The occurrence of accidental drift is considered a serious problem in many growing areas, especially when non-selective herbicides such as glyphosate are used. Thus, the objective of this study was to evaluate the effects of simulated glyphosate drift on the physiology and production of sweet potato (cv. Duda). The experiment was conducted at the Federal University of Tocantins, campus Gurupi. The design was 3 x 3 + 1, corresponding to 3 application times (25, 50 and 75 days after transplanting) x 3 doses of glyphosate (72, 144 and 288 g e.a. L-1), plus one control without application (0 g e.a. L-1). The experiment was distributed in randomized blocks, repeated four times. Physiological analyzes (at two-day intervals for a period of ten days after application of the herbicide) were performed using IRGA equipment, evaluating the variables: stomatal conductance, internal carbon, CO2 net assimilation, transpiration, instant water use efficiency and instantaneous efficiency of carboxylation, morphological (fresh shoot mass, shoot dry matter, fresh root mass and root dry mass) at the end of the experiment, root starch and the amount of ethanol was estimated. The glyphosate doses of 144 and 288 g e.a. L-1 were the ones that most reduced the physiological and morphological variables evaluated. However at the 144 g e.a. L-1 dose of glyphosate, the percentage of starch and the ethanol estimate was higher than the control. The periods that most affected the morphological variables of sweet potato were in the applications at 50 and 75 days after planting.
URI: http://hdl.handle.net/11612/1019
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Flávia Barreira Gonçalves - Dissertação.pdf1.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.